Após entrar em igreja embriagado, alcoólatra aceita Jesus e se torna pastor

Josh Lee teve uma infância conturbada, mas foi curado e liberto por Deus ao seguir a esposa até um culto.

Fonte: Guiame, com informações da Assemblies of God EUAAtualizado: sexta-feira, 11 de março de 2022 13:30
Josh Lee (à esquerda) foi liberto do vício em álcool. (Foto: Assemblies of God).
Josh Lee (à esquerda) foi liberto do vício em álcool. (Foto: Assemblies of God).

Josh D. Lee, de 43 anos, adoeceu mentalmente devido a suas memórias amargas da infância, no Texas, Estados Unidos. Com frequência, o padrasto alcoólatra batia nele com os punhos, cinto, extensões e garrafas de cerveja. 

Crescendo em uma família disfuncional, aos 2 anos, o menino e sua mãe foram abandonados pelo pai biológico. 

“Eu assisti Josh sendo derrubado de sua varanda uma vez, porque ele não correu rápido o suficiente para dar ao padrasto uma cerveja da caixa de gelo”, disse Robby Radford, que foi colega de escola de Josh, à Assemblies of God.

Para lidar com os problemas familiares, o menino acabou se envolvendo com drogas, álcool e crime. “Busquei aceitação e validação na vida de rua”, contou ele. 

Nas ruas, Lee se tornou violento e foi preso várias vezes por agressão, invasão de domicílio e venda de drogas ilegais. Aos 16 anos, foi expulso do ensino médio e a polícia local, junto com o FBI, lhe deram um ultimato: ele seria preso novamente ou entraria para os fuzileiros navais dos EUA.

Josh escolheu a segunda opção e, com 18 anos, foi para a base da Marinha na Califórnia. Surpreendendo quem previa seu fracasso, o jovem se destacou como um recruta modelo e se formou com honras. Em dois anos, ele foi promovido a sargento. O militar parou de usar drogas, mas continou bebendo álcool. 

Em 1998, durante um treinamento na Flórida, Josh ouviu sobre o Evangelho pela primeira vez, quando um militar, que ele não conhecia, apareceu e lhe convidou: “Josh, acabei de ser salvo. Venha me ver sendo batizado nas águas”.

Intrigado como aquele jovem sabia seu nome, ele aceitou o convite e acabou na Assembleia de Deus de Brownsville. A adoração, a pregação e o batismo deixaram Lee perplexo. 

Durante o culto, o militar também notou uma jovem muito bonita, Shauna Schroeder, com quem ele trocou contatos. Depois de 10 meses, os dois se casaram. 

Em 1999, Josh foi enviado para servir no Oriente Médio e logo depois sua esposa deu à luz a primeira filha do casal, Tristen. Para ser um pai mais presente, Lee decidiu voltar aos EUA em 2002. Porém, a mudança e a falta do vínculo com seus camaradas militares o afetou e ele voltou a beber.

Seguindo a esposa até a igreja

Sua esposa Shauna começou a frequentar a Primeira Assembleia de Deus em Texarkana. Não gostando da atitude, Josh imaginou que ela estava tendo um caso com algum membro da igreja.

Certo domingo, embriagado e com a intenção de atacar o amante imaginário, Lee seguiu Shauna até a igreja. Chegando no culto, ele não encontrou ninguém ao lado da esposa, como havia imaginado. Então, se sentou com ela e assistiu a celebração.

O sermão daquele dia tocou profundamente o homem a ponto dele achar que o pregador sabia tudo sobre sua vida. “Por que você contou ao pastor sobre mim?”, perguntou Josh à esposa.

Então, Lee respondeu ao convite para receber Jesus e foi até o altar em lágrimas. “Eu entreguei minha vida a Ele imediatamente. Fui gloriosamente salvo em um momento”, testemunhou.

O recém convertido foi libertado dos vícios em cigarro e álcool e passou a congregar junto com a esposa. Após estudar para se tornar um ministro, Josh deixou o exército e se tornou pastor na igreja em que conheceu Jesus.

Após ser alcançado pela graça de Deus, o cristão também pode liberar perdão ao padrasto que o maltratou, antes dele morrer. “Por mais quebrado que eu estivesse, Deus me ordenou a perdoar meu padrasto”, disse.

Hoje, Josh e Shauna possuem uma grande e abençoada família com três filhos biológicos e dois adotivos. O pastor Lee também é grato a Deus por sua mãe ter aceito Jesus.



Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições