Cidade de Bauru, em SP, ganha igreja pentecostal inclusiva

Cidade de Bauru ganha igreja pentecostal inclusiva

Atualizado: Quinta-feira, 26 Julho de 2012 as 10:17

A tão discutida 'cura' da homossexualidade já foi procurada por Aloisio Pereira da Silva Junior enquanto era adolescente.

Ele, que hoje tem 28 anos, chegou a ser seminarista, mas foi em busca de outra religião após ter um namoro homossexual não aceito.

O agora reverendo Júnior inaugurou, no último domingo, 22 de julho,  a Igreja Inclusiva Monta da Adoração, em Bauru-SP. Liderada também por Cristina Gonçalves, uma pastora heterossexual, a igreja pentecostal reuniu cerca de 50 pessoas na inauguração.

30% dos 50 fiéis são homossexuais, segundo Júnior. O grupo já se reunia em casas antes de abrir a igreja, e o objetivo é o evangelismo, diz ele.

Fulvio Signorini, empresário de 35 anos, é envangélico e gay, e pertence ao grupo. Ele conta que procurou várias igreja em que não ficasse constrangido por ser homossexual.

O novo templo não foi bem recebido pelo Conselho de Pastores Evangélicos de Bauru. O presidente, Ubiratan Cássio Sanches, diz que não é possível "deixar de pregar contra a mentira, a corrupção, a homossexualidade e a pedofilia".

Leia também:

Silas Malafaia critica apologia da Rede Globo ao casamento gay 

Chris Duran escreve dicas para encontrar um cônjuge


com informações da Folha

veja também