Convenção das Assembleias de Deus declara apoio a Jair Bolsonaro

Segundo informações da CGADB, o candidato recebeu pastores da denominação em sua casa e agradeceu pelas orações.

fonte: Guiame, com informações do Conselho de Comunicação e Imprensa CGADB

Atualizado: Segunda-feira, 22 Outubro de 2018 as 11:36

Pastor José Wellington Jr. (à esquerda) visitou a casa de Jair Bolsonaro (à direita) para declarar o apoio oficial da CGADB ao candidato do PSL no segundo turno das eleições (Foto: CGADB)
Pastor José Wellington Jr. (à esquerda) visitou a casa de Jair Bolsonaro (à direita) para declarar o apoio oficial da CGADB ao candidato do PSL no segundo turno das eleições (Foto: CGADB)

Na última quinta-feira (18), o presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), pastor José Wellington Costa Júnior fez uma visita à residência do candidato à presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro. Acompanhando de outros membros da Convenção, o pastor declarou em caráter oficial o apoio da denominação ao candidato neste segundo turno das eleições e também assegurou que está orando por Bolsonaro.

Segundo informações da assessoria da CGADB, a visita já estava agendada há alguns dias e os pastores foram bem recebidos por Bolsonaro, que agradeceu pelas orações dos líderes cristãos.

"[...] Agradeço seu apoio, pastor José Wellington Júnior e as orações dos irmãos da Assembleia de Deus. Estou vivo porque Deus me guardou", afirmou Bolsonaro.

Atualmente, a Convenção tem 88 anos de existência e um total de 95.732 pastores afiliados. O número total de congregações afiliadas é de 283.413, reunindo cerca de 3,5 milhões de membros oficiais.

Pastor José Wellington Júnior justificou o apoio da denominação a Bolsonaro, destacando que o candidato tem, não apenas um perfil conservador, de respeito aos valores cristãos, mas também concorda com a Igreja em seu combate a políticas controversas, que poderiam ser sancionadas por um governo de esquerda no Brasil.

“Optamos por apoiar ao candidato Jair Bolsonaro, não só por seu perfil conservador, mas acima de tudo pelo respeito que o mesmo demonstra para com a família e a Igreja, sendo contra a ideologia de gênero, legalização das drogas, aborto e tantos outros itens que vem contra o que nos ensina a palavra de Deus” destacou.

Além de agradecer pelo apoio, Jair Bolsonaro também se colocou à disposição das Assembleias de Deus no Brasil

“Tenham certeza que, se for a vontade de Deus que eu seja eleito, vocês terão na presidência alguém afinado com aquilo que a Igreja defende; o Brasil é laico, mas nós somos cristãos", concluiu o candidato ao gravar uma mensagem em vídeo para os pastores que compõem a CGADB.

O pastor José Wellington Jr. foi acompanhado nessa visita pelos deputados federais, Paulo Freire Costa (SP) e Ronaldo Nogueira (RS); o vereador do Rio de Janeiro, recém eleito deputado federal, Otoni de Paula Júnior e assessores, tanto da CGADB como dos parlamentares.

 

veja também