Cristãos ajudam a reconstruir casas e igrejas atingidas pelas explosões em Beirute

Dezenas de organizações cristãs em Beirute se envolvem com a reconstrução e limpeza de locais afetados pela tragédia.

fonte: Guiame, com informações do Evangelical Focus

Atualizado: Terça-feira, 11 Agosto de 2020 as 9:34

Os voluntários do Heart for Lebanon ajudam a limpar igrejas, apartamentos e ruas. (Foto: Reprodução / Facebook)
Os voluntários do Heart for Lebanon ajudam a limpar igrejas, apartamentos e ruas. (Foto: Reprodução / Facebook)

Na terça-feira (04), a explosão de 2.750 toneladas de nitrato de amônio armazenadas de forma insegura em um armazém portuário deixou mais de 220 mortos e 7.000 feridos em Beirute, no Líbano.

Conforme informações prestadas pelo governador de Beirute, Marwan Abboud, há ainda 110 desaparecidos e 300 mil imóveis destruídos ou danificados.

Desde então, muitas organizações cristãs e igrejas no país começaram a trabalhar no terreno, para ajudar aqueles que perderam tudo, incluindo outras igrejas que viram suas instalações abaladas e até destruídas.

“Ver os libaneses se unirem para limpar a cidade e ajudar uns aos outros é uma visão que traz uma nova lufada de ar. Igrejas e ONGs, embora diretamente afetadas pela explosão, também estão presentes para servir aos outros em todos os sentidos”, disse à Evangelical Focus, o gerente de Desenvolvimento e Relações com Parceiros do Arab Baptist Theological Seminary, Loulwa El Maalouf.

Devastação

Trivina, uma jovem estudante cristã que colabora com os pais na organização cristã “Juntos pela Família”, que trabalha com refugiados em campos libaneses junto com a ONG evangélica espanhola Alianza Solidaria, relembrou como viveu a tragédia.

“Peguei o carro e fui em direção ao porto e ao hospital onde estou fazendo o estágio. Depois de terminar o dia, voltei para minha casa, mas não queria ficar sozinha e fui para a casa dos meus pais. Então, uma grande explosão abalou Beirute”, contou.

“Isso devastou a estrada que cruzei naquela manhã, o hospital onde trabalhava, meu apartamento e minha universidade. Naquela noite, o povo libanês não só dormiu com uma pandemia ou explosão, mas com uma situação econômica muito ruim, pobreza, fome e colapso”, acrescentou.

Explosão e crise

“O Líbano está atualmente passando por várias camadas de crises. Para começar, o Líbano abriga o maior número de refugiados per capita. Além disso, nossos governos estão profundamente enraizados na corrupção há décadas, resultando em uma grave crise econômica”, explicou El Maalouf.

Além disso, “uma pandemia deixou muitos desempregados sem fonte de sustento. E agora uma explosão que devastou Beirute de uma forma sem precedentes. Muitos estão mortos, muitos ainda estão desaparecidos, milhares estão feridos e milhares perderam suas casas. À primeira vista, a situação parece desesperadora”, acrescentou.

Uma das classes da Escola Batista de Beirute (BBS) devastada pela explosão. (Foto: Reprodução / LSESD)

“A horrível explosão não foi um incidente isolado em um país estável. O Líbano está passando por uma crise econômica. Agora, essa explosão destruiu o porto principal de um país que depende desesperadamente de importações para sobreviver”, escreveu Marwan Aboul-Zelof, pastor da City Bible Church em Beirute, na revista The Gospel Coalition.

Igreja na rua

A Igreja Bíblica da Cidade é a igreja evangélica mais próxima da explosão e foi destruída, “é um dano enorme. Parece uma zona de guerra”, disse o pastor em um vídeo no Twitter.

“Nossa família da igreja está traumatizada. Houve grandes danos em ambos os locais do campus em Nabaa e Sabtieh, bem como apartamentos e negócios familiares de pessoas de nossa congregação. Pessoas ficaram feridas e algumas foram deslocadas”, disse Lily Malky Njeim, diretora de Comunicação e Parceria da Resurrection Church Beirut (RCB).

Ela disse ao Evangelical Focus que “em 3 dias limpamos e ajudamos um total de 35 lugares (principalmente casas, um berçário, algumas igrejas...), alguns indo de casa em casa, fazendo reparos básicos e limpando o entulho, outros estavam cozinhando e dando comida, e outros doando e arrecadando doações”.

“Todos estavam atendendo de acordo com sua capacidade e doação dentro de seus bairros diretos e até mesmo em bairros próximos ao local da explosão”, destacou.

De acordo com Malky, “a igreja em Beirute não fica atrás de portas e janelas, a igreja está lá fora, na rua e nas casas das pessoas”.

A Sociedade Libanesa para Educação e Desenvolvimento Social (LSESD), também conhecida como Sociedade Batista Libanesa, tem trabalhado no Líbano por muitos anos, auxiliando aqueles que estão junto com MERATH, um ministério de ajuda humanitária.

Eles trabalham com a Escola Batista de Beirute (BBS), que fica perto do local onde ocorreu a última, de modo que sofreu grandes danos.

“Ficamos em estado de choque no início, mas acordamos no dia seguinte com uma nova esperança de que ressurgiremos como águias, apegados à nossa fé e missão. Agradecemos ao Senhor por nosso professor e nossa equipe”, disse Alice Wazir, diretora do BBS, em um vídeo divulgado pelo LSESD.

Os voluntários da Igreja da Ressurreição preparam itens básicos para famílias necessitadas. (Foto: Reprodução / Igreja da Ressurreição)

Tony Haddad, capelão do BBS, destacou que “apesar dos estragos ao nosso redor, continuaremos sendo um farol, porque o guardião do farol é nosso Senhor Jesus Cristo, e Ele nos guiará nos momentos mais sombrios, acreditamos nisso com todos os nossos corações”.

Necessidades básicas

O LSESD também está trabalhando com as igrejas de Beirute “fornecendo alimentos, água, artigos de higiene, abrigo, para as famílias que são devastadas por este desastre”, explicou Lucas Shindeldecker, diretor da MERATH.

No Arab Baptist Theological Seminary, “finalmente pudemos enviar nossos alunos residenciais de volta para casa na semana passada, e agora os dormitórios estão abertos para receber famílias que perderam suas casas. Estamos ansiosos para servir aos outros como Jesus nos ensinou”, disse El Maalouf ao Evangelical Focus.

“Nossa pousada já hospedava muitos profissionais da área médica que estão na linha de frente na batalha contra a Covid-19. Agora, nossa equipe, corpo docente e muitos voluntários estão trabalhando para preparar nosso prédio para receber e servir o maior número de famílias que pudermos”, acrescentou o gerente da ABTS.

A organização cristã Heart for Lebanon tem ajudado no terreno desde o primeiro dia. Mais de 60 funcionários em Beirute limparam várias igrejas, apartamentos e ruas.

“Passamos o dia deixando as casas das pessoas livres e habitáveis, com portas novas, porque as portas e janelas caíram durante a explosão”, destaca a CEO da Heart for Lebanon, Camille Melki.

Além disso, eles “também fornecem colchões, cobertores, travesseiros, alimentos, higiene e necessidades de sobrevivência para famílias em necessidade desesperada. A devastação em Beirute é trágica”.

Poder do Evangelho

De acordo com Marwan Aboul-Zelof, “muito trabalho de ajuda é necessário. Muitas famílias precisarão de cuidados de longo prazo. Mas eu acredito que a maior esperança de Beirute não é uma economia estável ou políticos honestos, mas crentes comprados pelo sangue que carregam consigo a esperança e o poder do evangelho”.

“Então, estamos orando para que a igreja de Jesus Cristo no Líbano seja uma luz brilhante em meio a todas as trevas e destruição”, acrescentou.

“Hoje, meu coração está partido por Beirute e pelos meus colegas anteriores. Alguns perderam a vida e alguns ainda estão desaparecidos. Por favor, ore por suas famílias! Que Deus tenha misericórdia de Beirute e que todos nós aprendamos, como Jesus nos ensinou, a primeiro buscar o reino de Deus!”, disse Loulwa El Maalouf no Facebook.

“Ore pelo Líbano”

A Igreja da Ressurreição no Líbano também conclama os cristãos em todo o mundo “a orar por aqueles que perderam suas casas e negócios, que estão feridos e sofreram muitos danos em suas casas”.

“Ore pelas igrejas que cuidam de suas congregações, para ter força no Senhor e ser a luz para aqueles que buscam o Senhor”, acrescentou.

Enquanto isso, Heart for Lebanon enfatiza que “acima de tudo, valorizamos suas orações pelas pessoas que foram impactadas por esta terrível tragédia, e pela Equipe Heart for Lebanon, para que a luz de Jesus continue a brilhar através de nosso ministério para as pessoas no Líbano”.

“Ore por sabedoria enquanto as igrejas se mobilizam para cuidar dos feridos, para que a força de Cristo seja ampliada em nossas fraquezas. Ore também para que possamos nos apegar ao evangelho neste tempo incrivelmente turbulento, para que os perdidos possam confiar em Jesus para suprir suas maiores necessidades. E acredite, conosco, que nada, nenhuma recessão, nenhuma explosão, nenhuma devastação, pode impedir o poder do Rei Jesus de construir sua igreja”, frisou Aboul-Zelof.

A Aliança Evangélica Mundial (WEA) também divulgou um comunicado, “lamentando esta trágica perda de vidas e o trauma adicional que este desastre causa a um povo que já sofre. Somos solidários aos residentes de Beirute e à nação do Líbano e conclamamos os cristãos e as igrejas ao redor do mundo a se unirem a nós em oração”.

“Ore por cura e restauração, ore por conforto e paz para aqueles que perderam entes queridos, e ore para que a causa do acidente possa ser investigada completamente e a justiça feita, para que as pessoas possam encontrar o encerramento”, acrescentou o bispo Efraim Tendero, Secretário Geral da WEA.

A WEA também lançou uma página de doações para aqueles que desejam apoiar os ministérios locais que respondem às muitas necessidades em Beirute.

veja também