"Cristãos são inimigos do socialismo porque acreditam na liberdade", diz pastor

E.W. Jackson alertou que é hora da Igreja despertar para a invasão socialista nos EUA e não permanecer indiferente a este movimento.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 2 Agosto de 2018 as 12:16

O pastor E.W. Jackson afirmou que o socialismo é uma ameaça à sociedade democrática, pois cerceia a liberdade dos cidadãos. (Foto: HuffPost)
O pastor E.W. Jackson afirmou que o socialismo é uma ameaça à sociedade democrática, pois cerceia a liberdade dos cidadãos. (Foto: HuffPost)

Cada vez mais os cristãos estão tendo sua liberdade ameaçada nos Estados Unidos, segundo destacou um pastor ao alertar que o Partido Democrata dos EUA está sendo invadido por socialistas e que é urgente o forte posicionamento da Igreja contra este movimento.

O bispo afro-americano da Virgínia E.W. Jackson emitiu uma solene advertência sobre a adoção do socialismo pelo Partido Democrata e lançou o que ele chama de Campanha de 2018 para o Despertar da Igreja.

Jackson, um conservador que concorreu sem sucesso à nomeação republicana para a cadeira no Senado da Virgínia este ano, fez um apelo a todos os cristãos para que votem nas eleições primárias de 2018 em novembro, a fim de impedir uma tentativa do Partido Democrata "socialista" de retomar o controle do Congresso e tentar derrubar o presidente Donald Trump.

"Por favor, me ouçam bem. Estamos na maior batalha espiritual pelo futuro de nosso país, desde a Guerra Civil", disse Jackson em um recente vídeo anunciando a campanha, acrescentando que as pesquisas mostram que pessoas entre 18 e 29 anos têm mais probabilidade do que as gerações mais velhas de verem o socialismo como positivo.

"O socialismo é uma ideologia marxista que nega a existência de Deus e deposita sua confiança no governo. Ele é responsável pela fome em massa, tortura, assassinato e escravidão. Não permite liberdade de expressão ou pensamento. Os cristãos são seus principais inimigos porque acreditam na liberdade. Nós, cristãos, adoramos o único Deus verdadeiro e vivo. No entanto, os socialistas declarados estão sendo eleitos em nosso país", disse ele.

Democratas ou socialistas

Jackson é o fundador do STAND (Permanecendo Fiel ao Destino Nacional da América) e o pastor chefe do Ministério 'Exodus Faith', em Chesapeake, na Virgínia. A STAND foi fundada em 2009, seis meses após a posse do presidente Barack Obama. Ela se descreve como "uma organização nacional dedicada a preservar a vida, a família tradicional, a história e os valores judaico-cristãos como a base da Constituição e cultura" do país.

Em seu anúncio em vídeo publicado na semana passada, Jackson, de 66 anos, explicou como o Partido Democrata está cada vez mais apoiando e nomeando candidatos socialistas autoproclamados.

De acordo com Jackson, o Partido Democrata procura "limitar a liberdade de expressão", "abolir o ICE", estabelecer fronteiras abertas, estabelecer "medicina socializada" e estabelecer uma "renda garantida nacional". Além disso, disse Jackson, o Partido Democrata tornou-se "antiamericano, anti-liberdade e anticristão".

"Se pudessem, perseguiriam seguidores de Jesus Cristo em silêncio e submissão", argumentou. "A menos que a Igreja se levante, a América como nós a conhecemos um dia, já se foi".

Jackson repreendeu a Igreja, dizendo que foi necessário um "período de abdicação da responsabilidade espiritual" para que a nação alcançasse esse ponto. Ele ressaltou que, para restaurar a cultura, os cristãos devem votar nas eleições de 2018 para apoiar candidatos conservadores e a agenda do presidente Trump.

"Você não tem que concordar com todas as políticas que ele apresenta ou com todas as declarações que ele faz, mas ele é a melhor defesa política contra a marcha do marxismo e George Soros. Ele defende os Estados Unidos. Ele defende Deus e se posiciona a favor dos cristãos e da Igreja", Jackson enfatizou. "Se a esquerda ganhar o controle do Congresso, eles vão cassar o presidente. Isso precipitaria uma crise constitucional e poderia desestabilizar nossa sociedade".

Jackson reiterou que se os democratas assumirem o controle do Congresso e forem capazes de instaurar o impeachment de Trump, "todo o inferno poderia se libertar".

"A menos que a Igreja Cristã — o Corpo de Cristo — se posicione, a esquerda conseguirá completar a transformação fundamental da América", advertiu ele. "Todo cristão deve se registrar para votar. Pergunte a cada amigo e membro da Igreja: 'Você está registrado? Você vai votar em novembro?'. Se você receber qualquer coisa como resposta, ao menos um sim entusiasta, mostre-lhes este vídeo e, em seguida, faça o acompanhamento para se certificar de que eles se registrem e votem".

Contra o aborto

Jackson também tem criticado a gigante abortista 'Planned Parenthood' e outras organizações de aborto pelo impacto que tiveram nas comunidades afro-americanas.

O pastor se juntou a outros líderes cristãos negros em um protesto de 2015, pedindo a remoção do busto da fundadora da Planned Parenthood, Margaret Sanger, do museu de arte histórica dos EUA, "National Portrait Gallery".

veja também