Dia da Reforma Protestante é homenageado na Câmara Municipal de Fortaleza

A sessão solene teve louvores, oração, pregação da Palavra e entrega de certificados a pastores locais.

fonte: Guiame, com informações da Câmara Municipal de Fortaleza

Atualizado: Sexta-feira, 1 Novembro de 2019 as 10:33

Pastores receberam certificados, como símbolo do reconhecimento pelo trabalho que a Igreja tem realizado na sociedade e a representação dos valores da Reforma Protestante após 502 anos. (Foto: Câmara Municipal de Fortaleza - André Lima)

Na noite da última quinta-feira (31), a Câmara Municipal de Fortaleza (CE) realizou uma sessão solene em homenagem ao Dia da Reforma Protestante, pelos 502 anos do acontecimento histórico. A solenidade aconteceu no plenário vereador Fausto Arruda e foi proposta pelo vereador Gardel Rolim (PDT), por meio do requerimento 5152/2019.

A sessão foi presidida pelo próprio vereador que solicitou a realização da homenagem, no ato representando o presidente da Câmara, Antônio Henrique (PDT).

A mesa de honra foi composta por Inês Helena Ribeiro, técnica da Secretaria de Educação do Município, representando a secretária Dalila Saldanha; Pastor Salomão Liberato, representando a Ormece (Ordem de Ministros Evangélicos do Ceará); Pastor Ricardo Régis, representando a Igreja Presbiteriana do Brasil; Pastor Eraldo, representando a Sociedade Bíblica do Brasil; Pastor Cleiton Pimentel, representando a Igreja Congregacional.

Gardel Rolim destacou já em sua saudação, a relevância da Reforma Protestante, não somente para o crescimento espiritual do ser humano, mas também como um marco histórico na sociedade como um todo.

"Após o sofrimento de Jesus na cruz, a reforma foi o evento mais importante da humanidade. Viemos aqui louvar a Deus. As últimas semanas de lutas, de batalhas, foram árduas, pois travamos uma batalha espiritual e não por coincidência, hoje tivemos vitórias importantes nessa casa. Estamos aqui para cultuar nosso Deus, e dizer que esse plenário vai receber o povo de Deus para louvar e agradecer. E para dizer que a Reforma é muito importante em nossa vida, pois foi com base nela que construímos nossa fé. Ela transformou não só a vida de quem estava dentro dos muros da igreja, mas formou a sociedade que vivemos hoje", afirmou.

"Cristo morreu por todos, dos mais ricos aos mais pobres. Eu que tenho uma formação cristã evangélica, reformada, nasci e me criei na Igreja Presbiteriana. Fiquei surpreendido com a presença dos meus pais que não estavam no Ceará, agradeço a Deus, pois foi por eles que aprendi a caminhar na Igreja. Foi lá que me batizei, me formei, fui professor da escola dominical. Tudo aquilo foi que me trouxe até aqui", acrescentou.

Na ocasião, o pastor Ricardo Régis, da Igreja Presbiteriana da Aldeota fez uma oração e teve a oportunidade de expor uma mensagem bíblica.

"Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha vida eterna. Quando Nicodemos procurou Jesus não sabia que ouviria o milagre do novo nascimento. Jesus disse a Nicodemos que ele precisava nascer de novo, mas não o biológico e sim o nascimento espiritual. Daquela conversa nasceu a palavra áurea de toda escritura. Quinze séculos depois, uma igreja de homens e mulheres sempre carentes de Deus, não era imune as heresias, aos desvios teológicos e práticas. Estava mergulhada em trevas profundas, longe das escrituras. Pois aquela Igreja cometeu terríveis erros que a mergulharam em trevas sombrias", afirmou.

O pastor também reforçou o caráter de resgate dos valores bíblicos que tanto dá significado à Reforma Protestante.

"Mas Deus que zela por sua Igreja e não a abandona. Homens enfrentaram o clero para que a igreja retornasse aos fundamentos e princípios que ela precisava. No dia 31 de outubro se abria um novo ciclo, mas foi um referencial de uma mudança que vinha acontecendo na Igreja. Após a luta de tantos, 502 anos depois vemos hoje uma nova igreja, longe do paganismo. Estamos aqui reunidos com tantas expressões evangélicas. Muitos nem gostam de ser chamados de evangélicos, mas o evangélico foi ao primeiro título dado a quem aderiu a reforma. Temos que ter o orgulho santo de sermos evangélicos", destacou. Em seguida houve a apresentação do Coral Vozes do Ceará, que tem a direção de Marister Frota Prado e reúne fiéis de 10 igrejas do Ceará.

Após a pregação do pastor Ricardo, foram entregues certificado e uma Bíblia comemorativa a pastores que estiveram presentes, como símbolo do reconhecimento pelo trabalho que a Igreja vem realizando junto à sociedade e a representação dos valores bíblicos resgatados pela Reforma Protestante após 502 anos do acontecimento histórico.

Os homenageados foram: pastor Francisco Paixão Bezerra Cordeiro, da Ordem dos Ministros do Ceará; Pastor Eraldo Nascimento Feitosa, da Sociedade Bíblica Brasileira; Pastor Marcos Vieira Monteiro, Primeira Igreja Batista Brasileira; Pastor Danilo Freitas Fernandes, Missão Evangélica Pentecostal do Brasil; Pastor João Alves Filho, Seminário e Instituto Bíblico Maranata; Pastor Sonienson Pereira Roque, Igreja Wesleyana; Pastor Othoniel Silva Martins, Igreja Presbiteriana Central de Fortaleza; pastor Expedito Batista Filho, Igreja Cristã Evangélica do Brasil; pastor Arnaldo Hoffman Filho, da Igreja Luterana;, Marcos Sérgio Pinheiro de Oliveira; Convenção de Igrejas e Ministros Gileade; Ezequias Torquato Freitas, da Comunidade Esperança.

Com mais de 60 anos de ministério, o pastor Othoniel Martins falou em nome dos homenageados e destacou a coragem de Martinho Lutero e de seus companheiros, que enfrentaram poderosos de sua época para resgatar os valores bíblicos no cristianismo.

Clique no vídeo abaixo para conferir a solenidade completa:

 

veja também