Em livro, Edir Macedo responsabiliza Igreja Católica por sua prisão

Edir Macedo responsabiliza Igreja Católica por sua prisão

Atualizado: Segunda-feira, 24 Setembro de 2012 as 8:56

No mês de agosto, Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, lançou o primeiro de três volumes de sua biografia.

O primeiro 'Nada a Perder' tem 288 páginas e inicia com o relato da prisão do bispo em 1992, sob acusação de charlatanismo, curandeirismo e estelionato. A igreja católica é apontada por ele como responsável por sua detenção.

"O Clero Romano mandava e desmandava no Brasil, mais do que nos dias de hoje (...) A Cúria não admitia o surgimento de um povo livre da escravidão religiosa imposta por eles", escreve Macedo.

Macedo também conta ter visto um homem de batina fazendo anotações durante seu depoimento ao juiz que decretou a prisão.

Para frisar suas críticas, o bispo sempre escreve igreja católica em letras minúsculas, 'santos' com aspas, enquanto coloca em caixa alta as igrejas evangélicas.

No livro, Edir Macedo faz referência às polêmicas denúncias de pedofilia envolvendo a igreja católica e, mesmo sem dar nomes, dispara contra outros líderes como Valdemiro Santiago e R.R. Soares.

Leia também:

"A virgindade é uma preciosidade", defende Jaime Kemp

Helena Tannure: Por fora, tudo limpinho... por dentro, só podridão


com informações da Folha

veja também