Em tempos de quarentena, pastor transmite santa ceia e oração no monte online

Devido ao isolamento social durante a pandemia de coronavírus, as igrejas estão se adaptando a uma nova realidade: a transmissão de cultos pela internet.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Quinta-feira, 9 Abril de 2020 as 2:11

Oração no monte é transmitida online pelo pastor Joel Engel. (Foto: Reprodução/Joel Engel)
Oração no monte é transmitida online pelo pastor Joel Engel. (Foto: Reprodução/Joel Engel)

Muitas igrejas estão se adaptando ao isolamento social durante a pandemia de coronavírus, transmitindo cultos online através das redes sociais. A exibição de mensagens pela internet é uma realidade antiga para o pastor Joel Engel, da cidade de Santa Maria (RS). 

Os primeiros vídeos para a internet começaram em 2010, quando Engel transmitia imagens de suas viagens ministeriais. Mais tarde, ele passou a transmitir o estudo bíblico que fazia às sextas-feira com seu filho, nora e neto.

“A ideia era transmitir para a família, mostrando que o pai deve ensinar a Bíblia para seus filhos, porque assim era no Antigo Testamento. A primeira igreja aconteceu nas casas. Quando a gente viu, muitas pessoas estavam assistindo”, diz Engel em entrevista ao Guiame.

Desde então, as transmissões online foram se aperfeiçoando. Cerca de 90 dias antes do surto de coronavírus ser classificado como uma pandemia, Engel exibiu pela primeira vez o culto de Santa Ceia pela internet.

“Foi um choque cultural. O nosso povo, até mesmo nossa família, ficou sem entender. Mas eu obedeci a Deus”, conta o pastor.

O que ele não imaginava é que a Santa Ceia virtual seria uma prática comum em seu ministério, em meio às restrições provocadas pelo isolamento social. “Foi algo muito emocionante”, ele lembra. “Quando eu e minha esposa nos vimos sozinhos, transmitindo o culto de ceia para quase 10 mil pessoas, fomos impactados”.


O pastor Joel Engel e sua esposa, Mara Engel, transmitem juntos o culto de santa ceia. (Foto: Reprodução/Joel Engel)

“Foi como se estivéssemos em um filme, vivendo algo que nunca imaginamos antes. Estamos há 35 anos no ministério e foi a primeira vez que fizemos um culto sozinhos para uma multidão de pessoas. Sempre quem serve a ceia são os diáconos e diaconisas, mas agora vamos servi-los”, acrescenta o pastor.

A transmissão do monte de oração também tornou-se um destaque para aqueles que estão em suas casas. As reuniões de intercessão são feitas a partir do monte diariamente, três vezes por dia: às 6h, às 12h e às 20h.

Hoje não são apenas membros ou pastores vinculados ao Ministério Engel que acompanham as mensagens — muitos que estavam afastados da igreja são parte da audiência dos vídeos.

“Em toda minha vida, eu nunca ganhei tantas almas, tantas decisões, tantas pessoas aceitando Jesus. Pessoas que nunca entraram numa igreja”, revela Engel. 

“Hoje percebemos que nasceu a igreja online”, observa o pastor. “Eu creio que hoje nós, como Igreja, devemos nos reinventar. Os tempos mudaram e Deus preparou a oportunidade de voltar para as nossas famílias e perceber o valor do lar, da comunhão, da mesa e da ceia”.

veja também