Evangélico cria torcida organizada gospel: “Palavrão não, só apoio abençoando o juiz”

O fundador do grupo "Ceará Gospel" teve a iniciativa por não se adaptar às outras torcidas de futebol.

fonte: Guiame, com informações do Tribuna do Ceará

Atualizado: Segunda-feira, 26 Junho de 2017 as 4:09

Além do comportamento diferenciado e da cultura de paz, os membros procuram levar faixas com dizeres cristãos. (Foto: Arquivo Pessoal).
Além do comportamento diferenciado e da cultura de paz, os membros procuram levar faixas com dizeres cristãos. (Foto: Arquivo Pessoal).

É comum ver no noticiário brigas e confusões nos jogos de futebol, proveniente das torcidas organizadas. Muitas pessoas até deixam de assistir uma partida no estádio por causa da violência. Mas, andando na contramão dessa estigma, eis que surge um grupo que está fazendo a diferença em Fortaleza (CE). O chamado “Ceará Gospel” busca paz e harmonia neste momento de lazer.

O grupo foi fundado em janeiro deste ano pelo cristão Josepson Lima que pretende quebrar tabus no meio esportivo. As diferenças podem ser notadas em vários pontos, desde a organização, comportamento dos membros e até na forma de torcer.

Foi por meio de grupos no aplicativo de mensagem instantânea WhatsApp que Josepson conseguiu reunir os atuais membros da torcida, que têm o mesmo objetivo: torcer pelo time do Ceará e levar a palavra de Deus aos estádios.

Josepson contou para a reportagem do site Tribuna do Ceará sobre como tudo aconteceu. “Eu tentei me engajar em outras torcidas, mas como sou cristão não consegui. Era muito complicado nas torcidas, pois todos têm relação com bebidas alcoólicas, e também outros costumes que não condizem com meu pensamento, por isso criei a Ceará gospel”, disse ele.

Para poder expandir e divulgar a novidade, foram criados grupos no WhatsApp e também na rede social Facebook. “Nós já temos Fan Page, grupos de WhatsApp com cerca de 50 integrantes. Estamos começando agora e nos organizando”, comentou Josepson.

Evangelismo

Além do comportamento diferenciado e da cultura de paz, os membros procuram levar faixas com dizeres cristãos, como “Jesus te Ama”. Nada de palavrões e insultos. “Palavrão não, só apoio, e abençoando o juiz”, pontua o fundador.

O fundador do grupo afirma que muitos ainda não conhecem a torcida, mas que aos poucos as pessoas podem se identificar com a proposta. “Temos duas faixas, mas no dia 2 de junho, aniversário do clube, levei uma maior que chamou atenção de várias pessoas e acabou causando a curiosidade de outros torcedores”, ressaltou.

Organização

Mas, e os cultos? Não pode faltar, não é? O amor pelo time do “Vozão”, como é chamado na capital cearense, é dividido pelo amor a Cristo. Segundo Josepson, o grupo não acompanha todos os jogos pois alguns são na mesma da hora do culto. “Não vamos a todos os jogos, pois temos os cultos para ir e louvar a Deus. Além disso, temos os compromisso particulares, mas dependendo do horário da partida nós vamos sim”, comenta.

A maioria dos membros da  “Ceará Gospel” é composta por evangélicos. Apesar disso, o fundador deixa claro que não têm preconceito contra outras religiões e que todos são bem-vindos desde que busquem harmonia nos campos. “Buscamos pessoas que queiram torcer em paz”, finalizou.

veja também