Ex-muçulmana pede que cristãos orem pela segurança das igrejas: "Há um espírito assassino"

O alerta da apresentadora de TV Isik Abla está se tornando evidente após o tiroteio que matou 26 pessoas em uma igreja do Texas.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Quarta-feira, 8 Novembro de 2017 as 10:01

Isik Abla se converteu do islamismo para o cristianismo e hoje é apresentadora de TV em uma emissora cristã. (Imagem: Youtube)
Isik Abla se converteu do islamismo para o cristianismo e hoje é apresentadora de TV em uma emissora cristã. (Imagem: Youtube)

Após o tiroteio em massa, ocorrido na Primeira Igreja Batista, em Sutherland Springs (Texas), a ex-muçulmana Isik Abla está alertando os cristãos sobre a importância de orar pela segurança das igrejas neste momento.

Vinte e seis pessoas morreram após o massacre na pequena igreja do Texas, no último domingo, quando um homem armado armado entrou e abriu fogo contra os cristãos que participaram do culto naquela manhã.

Abla, que atualmente é apresentadora de televisão em uma emissora cristã, falou ao CBN News sobre o ataque mortal: "Este é o espírito assassino e de morte".

Apesar de seu discurso se tornar evidente neste momento, Abla disse que começou a pedir por orações pela segurança das igrejas desde o massacre na igreja de Charleston, Carolina do Sul, há dois anos, quando o supremacista branco Dylann Roof assassinou nove negros na Igreja Africana Metodista Episcopal Emmannuel.

"Eu comecei na minha igreja, ao redor do prédio, caminhando, orando e cobrindo meus pastores com intercessão, abrangendo a congregação da igreja, todos os domingos. Este é o meu chamado", explicou.

Esta iniciativa agora está encorajando os cristãos de outras igrejas a fazerem o mesmo por suas congregações.

"Eu diria agora que cada igreja atribui deve designar duas pessoas para ir meia hora antes de cada culto, cobrir o terreno da igreja com orações em nome de Jesus Cristo, para repreender qualquer espírito que venha contra a obra da igreja", disse Abla.

Ela acrescentou: "Não só os espíritos assassinos serão barrados, mas qualquer espírito prejudicial... todos eles permanecerão fora desse prédio".

"Você coloca uma linha, colocamos um limite e dizemos ao inimigo: 'você não cruza essa linha", disse ela.

veja também