Filha de Billy Graham diz que morte do pai servirá para “sacudir a Igreja”

Anne Graham Lotz acredita que a morte do seu pai serve como uma advertência do céu para os cristãos.

fonte: Guiame, com informações de WRAL News

Atualizado: Quarta-feira, 28 Fevereiro de 2018 as 11:42

Filha de Billy Graham, a evangelista Anne Graham Lotz, durante ministração nos EUA. (Foto: Billy Graham Evangelistic Association)
Filha de Billy Graham, a evangelista Anne Graham Lotz, durante ministração nos EUA. (Foto: Billy Graham Evangelistic Association)

A filha de Billy Graham, Anne Graham Lotz, acredita que a morte de seu pai servirá para “sacudir a Igreja”. O lendário evangelista faleceu em sua casa na última quarta-feira (21) aos 99 anos.

“Eu acredito que a morte do meu pai é um tiro de advertência do céu. É hora da Igreja acordar”, disse a evangelista de 69 anos em entrevista a WRAL News. “É hora do mundo acordar porque o amanhã não está garantido. Você precisa decidir agora onde você vai passar a eternidade”.

Lotz acredita que a religião organizada tem enfraquecido as pessoas. “É por isso que esta nação [Estados Unidos] está uma bagunça. Perdemos nosso foco. Perdemos nossa mensagem. As pessoas vão à igreja, mas não estão encontrando o que estão procurando”.

Ela avalia que as igrejas precisam voltar a mostrar como desenvolver um relacionamento com Jesus — o tipo de mensagem que Graham pregou durante décadas em suas cruzadas pelo mundo.

“Estamos tão divididos. Há tanta raiva, tanta polarização, e Jesus é a resposta”, disse Lotz. “Se você olhar para a vida do meu pai, ele atravessou todas essas divisões, seja divisão racial, política ou social. Pessoas de todos os espectros amam e honram Billy Graham. Por que? Por causa de sua mensagem e porque ele apresentou Jesus, e Jesus é aquele que nos unifica e nos reúne”.

A morte de Graham deixou um vazio na vida de Lotz, mas ela confessa que está em paz. “Eu sei que papai está no céu. Eu tenho toda a confiança que eu vou vê-lo novamente. Mas por dentro, eu me sinto vazia, não é fácil”.

Ela tem encontrado conforto no amor que as pessoas vem demonstrando para a família desde a morte de Graham. Milhares de pessoas acompanharam no sábado a caravana que levou o corpo do evangelista de Asheville para Charlotte, na Carolina do Norte. “A Carolina do Norte é nossa casa e a casa do papai. Me senti cercada por uma família", afirmou.

O corpo de Graham foi levado nesta quarta-feira (28) ao Capitólio dos Estados Unidos, em Washington, e ficará no prédio do governo até amanhã (1). O evangelista se tornará o primeiro líder religioso e o quarto cidadão americano receber honrarias na Rotunda do Capitólio.

Na sexta-feira, um funeral privado será realizado na Biblioteca Billy Graham em Charlotte, na Carolina do Norte.

veja também