Franklin Graham enfrenta protestos e prega para milhares no Reino Unido

Franklin Graham pregou o Evangelho para milhares na Inglaterra, mesmo com a resistência de grupos LGBT e muçulmanos.

fonte: Guiame, com informações da Associação Evangelística Billy Graham

Atualizado: Segunda-feira, 24 Setembro de 2018 as 3:30

Franklin Graham falando aos novos convertidos no evento, após meses de oposição em Blackpool, na Inglaterra. (Foto: Associação Evangelística Billy Graham)
Franklin Graham falando aos novos convertidos no evento, após meses de oposição em Blackpool, na Inglaterra. (Foto: Associação Evangelística Billy Graham)

Mesmo com a resistência de grupos LGBT, muçulmanos e até mesmo políticos, o pastor Franklin Graham pregou o Evangelho para milhares de pessoas em Blackpool, cidade litorânea na Inglaterra.

No início do mês, a principal organização muçulmana do Reino Unido pediu que o filho do evangelista Billy Graham tivesse o visto negado ao país. Ativistas LGBT e membros do governo britânico também expressaram repúdio, por considerarem suas mensagens “ofensivas”.

Por outro lado, o Festival de Esperança de Lancashire tocou o coração de milhares de pessoas que estavam sedentas pelo amor de Cristo. No fim de semana, mais de 9 mil participantes lotaram o complexo de Winter Gardens  e centenas de pessoas entregaram suas vidas a Jesus.

Mesmo diante das controvérsias, a missão de Graham era simples: compartilhar o amor de Jesus Cristo. “Não é o Franklin Graham a causa da desavença. É o Evangelho. O Evangelho sempre foi controverso”, disse Steve Haskett, co-presidente executivo do Festival.

O Festival contou com o apoio de mais de 200 igrejas britânicas e teve o envolvimento de mais de 1.300 voluntários. A cada reportagem ou campanha de mídia social destinada a dar fim ao evento ou atacar Graham, a igreja se reunia para orar.


Mais de 200 igrejas e 1.300 voluntários estiveram envolvidos nos preparativos para o Festival de Esperança de Lancashire. (Foto: Associação Evangelística Billy Graham)

Na noite de sexta-feira (21), um grupo de cerca de 40 ativistas protestou contra o Festival do outro lado da rua. Mas para o evangelista, isso não poderia impedir o propósito maior do encontro. “Nós vimos Deus trabalhando outra vez. Não estamos aqui em nosso nome, estamos aqui em Seu nome”, disse Graham.

“Foi brilhante”, disse Haskett, que também é vigário da St John’s Church. “Se você conversar com algum pastor ou líder cristão, eles rirão de orelha a orelha sobre o que aconteceu neste fim de semana. Foi um grande avanço. Eu não lembro qual foi a última vez que tantos cristãos trabalharam juntos”.

Quando Franklin Graham fez o apelo para os participantes entregarem suas vidas a Cristo, uma multidão se formou na frente do palco. “Deus vai te perdoar esta noite. Mas você tem que vir através de Jesus”, declarou o pastor diante de homens, mulheres e crianças.

veja também