Igreja nos EUA levanta mais de 157 mil dólares para pagar dívidas de famílias carentes

Segundo o pastor que organizou a arrecadação, há muitas pessoas endividadas por conta das despesas médicas durante a pandemia.

fonte: Guiame, com informações de ABC12 News

Atualizado: Sexta-feira, 14 Maio de 2021 as 9:42

Pastor Rabon Turner em entrevista ao ABC12 News sobre a arrecadação de dinheiro. (Foto: Reprodução/ABC12 News)
Pastor Rabon Turner em entrevista ao ABC12 News sobre a arrecadação de dinheiro. (Foto: Reprodução/ABC12 News)

De acordo com um estudo recente, 28% das pessoas que possuem dívidas com serviços médicos, devem mais de 10 mil dólares. Esses são números preocupantes para o pastor Rabon Turner da Igreja Batista Grace Emmanuel.

“Quando você olha para o que está acontecendo na América em relação à pandemia percebe que as coisas ainda vão piorar. Muitas pessoas não possuem condições de pagar por tratamentos médicos”, disse o pastor.

Depois de ouvir falar que alguns pastores se esforçaram para oferecer ajuda financeira aos fiéis que estavam endividados por conta de despesas médicas durante a pandemia, Turner se inspirou e decidiu fazer o mesmo em sua comunidade.

Alegria em ajudar o próximo

“Tem sido importante para nós simplesmente aceitar as bênçãos que Deus nos deu para abençoar outras pessoas”, disse ele. A igreja Grace Emmanuel fez parceria com a RIP Medical para ajudar a pagar dívidas médicas de pessoas que moram no condado de Genesee. 

A igreja começou a coletar doações no segundo domingo de março, com uma meta modesta a ser alcançada até o último domingo de abril. Nesse curto período de tempo, eles já arrecadaram mais de 157 mil dólares.

“Minha meta era conseguir cerca de 50 mil e já conseguimos muito mais que isso, por isso estamos gratos'', comemorou Turner. Até agora, o dinheiro foi usado para ajudar 118 pessoas de Rabon Turnerforma anônima, com dívidas médicas que giram em torno de 1.300 dólares. E Turner disse que eles estão apenas começando.

O pastor se mostrou muito animado. “O dinheiro ainda está entrando e, em breve, seremos capazes de fazer contribuições substantivas para aqueles que estão necessitados. É um privilégio e uma honra saber que muitos se importam tanto com seus semelhantes. É assim que a Igreja deve ser, uma bênção para todos”, concluiu.

veja também