John MacArthur chama líderes a pregarem visão bíblica da sexualidade em oposição a lei LGBT

A ação é um protesto contra a lei C-4, aprovada no Canadá, que proíbe ajudar pessoas que desejam abandonar a homossexualidade.

Fonte: Guiame, com informações do The Christian Post Atualizado: segunda-feira, 3 de janeiro de 2022 14:28
MacArthur convocou pastores a pregarem em suas igrejas, no terceiro domingo de janeiro. (Foto: YouTube/Grace to You).
MacArthur convocou pastores a pregarem em suas igrejas, no terceiro domingo de janeiro. (Foto: YouTube/Grace to You).

O teólogo John MacArthur, pastor da Grace Community Church em Los Angeles, está convocando os líderes cristãos a pregarem a visão bíblica da sexualidade em suas igrejas, no terceiro domingo de janeiro (16). A ação tem o propósito de fazer oposição à lei do Canadá que proíbe ajudar pessoas que queiram abandonar a homossexualidade. 

MacArthur fez o pedido em uma carta aberta, publicada no site da Grace Community Church, no mês passado. O pastor afirmou que recebeu uma carta de James Coates, pastor da mesma denominação, em Alberta, no Canadá, contando sua preocupação com a lei C-4, que entrará em vigor no dia 8 de janeiro.

Segundo James, a nova lei, aprovada pela Câmara e pelo Senado cadanense no início de dezembro, "vem diretamente contra os pais e conselheiros que procuram oferecer conselhos bíblicos com relação à imoralidade sexual e gênero". 

Projeto de Lei C-4

O projeto de lei define como "terapia de conversão" qualquer "prática, tratamento ou serviço destinado a mudar a orientação sexual de uma pessoa para heterossexual ou a 'identidade de gênero' para cisgênero, ou para reprimir ou reduzir a atração não heterossexual ou comportamento sexual".

A C-4 acrescenta cinco novas infrações ao Código Penal: fazer com que um menor de idade (definido como menor de 18 anos) seja submetido à terapia de conversão; remover um menor do Canadá para fazer terapia de conversão no exterior; fazer com que uma pessoa se submeta à terapia de conversão contra sua vontade; lucrar com o fornecimento de terapia de conversão; e anunciar uma oferta para fornecer terapia de conversão.

Além disso, a nova lei descreve a heterossexualidade como um “mito”. As três primeiras infrações são puníveis com até cinco anos de prisão e as duas últimas com até dois anos de prisão.

Chamados para pregar a verdade

O pastor John MacArthur, que vive a mesma proibição em seu estado natal na Califórnia, incentivou pastores canadenses a protestarem contra a criminalização do ensino bíblico da sexualidade.  

“Nosso chamado como ministros do Evangelho é pregar a verdade, confrontar o pecado e chamar todos os homens ao arrependimento e obediência ao Evangelho; as boas novas que alcançam a conversão da alma e salvam os pecadores da ira eterna”, afirmou na carta aberta.

“Visto que esta lei entra em vigor em 8 de janeiro de 2022, pastores canadenses fiéis vão pregar sobre o assunto, pedindo uma compreensão bíblica do pecado sexual, o julgamento eterno que recai sobre os pecadores impenitentes e que rejeitam o Evangelho, e a graça de Deus que oferece perdão àqueles que se arrependem e crêem em Cristo. Em 1 Coríntios 6: 9-11, Paulo articula claramente por que devemos falar a verdade”, lembrou o pastor.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições