Maioria dos evangélicos não se compromete a guardar o sábado, diz pesquisa

Uma pesquisa realizada em 1978 mostrou que 74% dos evangélicos norte-americanos viam o sábado com importância, mas o estudo publicado esta semana mostra que esse número caiu para 50%.

Fonte: Guiame, com informações de Christian TodayAtualizado: sábado, 30 de abril de 2016 03:01
Para os judeus, o shabat (sábado) é o dia mais importante da semana: o dia do descanso de Deus. (Foto: Conjub)
Para os judeus, o shabat (sábado) é o dia mais importante da semana: o dia do descanso de Deus. (Foto: Conjub)

Embora guardar o sábado seja algo significativo para os evangélicos, a maioria não possui um compromisso com este dia, de acordo com uma recente pesquisa divulgada nesta quarta-feira (27).

Uma pesquisa realizada em 1978 mostrou que 74% dos evangélicos norte-americanos viam o sábado com importância, mas o estudo publicado pela YouGov mostra que esse número caiu para 50%.

A pesquisa revelou uma tendência semelhante em pessoas que frequentam cultos semanais. Em 1978, esse número era de 78%, em comparação com 27% agora.

Por outro lado, 6 em cada 10 evangélicos acreditam que é importante para a sociedade ter um dia da semana para o descanso espiritual. A pesquisa questionou cerca de mil norte-americanos.

Embora não haja compromisso com o sábado por grande parte dos evangélicos, a maioria deles acredita que é importante que as empresas acomodem aqueles que decidem observar o sábado.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições