"Nunca estivemos tão perto do retorno de Jesus do que agora", diz pastor

O pastor Greg Laurie afirmou em entrevista que um novo avivamento indicará o arrebatamento.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 19 Outubro de 2018 as 6:27

Greg Laurie disse que um novo avivamento poderia levar os cristãos a serem arrebatados da Terra. (Foto: Reprodução).
Greg Laurie disse que um novo avivamento poderia levar os cristãos a serem arrebatados da Terra. (Foto: Reprodução).

O evangelista Greg Laurie disse que um novo avivamento poderia levar os cristãos a serem arrebatados da Terra. Falando com a PureFlix em um vídeo no Facebook, o líder cristão e sua esposa, que é pastora da Harvest Christian Fellowship na Califórnia, lembrou que um dos marcos do “Jesus Movivment” nos anos 1960 e 1970 era que as pessoas acreditavam que Jesus viria em breve.

O pastor insistiu que os cristãos daquela época não estavam errados em acreditar nisso, observando que "nunca estivemos tão perto do retorno de Jesus do que agora".

Ele disse que, olhando para a profecia bíblica, não vê nada específico que precise acontecer antes que Cristo retorne para levar os crentes da terra, o que é chamado de arrebatamento da Igreja.

"Quando você olha para as grandes superpotências do mundo, você pode encontrar Israel, talvez encontre a Rússia, a China, você pode encontrar o Irã, mas por que não há uma identificação clara da superpotência dos Estados Unidos?" disse ele, referindo-se às escrituras do Fim dos Tempos encontradas no livro do Apocalipse.

O pastor sugeriu que, segundo uma estimativa conservadora, talvez haja 50 milhões de cristãos legítimos nos Estados Unidos hoje. "Digamos que um grande reavivamento aconteça e esse número aumente para 150 milhões. De repente o Senhor vem para a Sua Igreja", previu o evangelista.

"Isso certamente explicará como a América deixou de ser uma superpotência, se os cristãos desaparecessem de todas as esferas da vida; do governo; para os militares; para a tecnologia; para o campo da medicina", ressaltou.

Laurie teorizou sobre o possível destino da América em relação à profecia do Fim dos Tempos na Bíblia em várias ocasiões nos últimos anos. Em maio de 2017, quando as tensões entre os EUA e a Coréia do Norte eram altas e a guerra nuclear estava surgindo, ele advertiu que a possibilidade de um ataque aos EUA com armas nucleares "não poderia ser descartada ou subestimada".

"Como isso se encaixa no enigma profético? Bem, nos últimos dias não há menção de nenhuma nação que se assemelhe à Coréia do Norte", disse o pastor na época. "Aqui está o que me preocupa. Nós não encontramos a superpotência reinante na face da Terra em nenhum ponto do cenário dos Últimos Dias. Outras nações emergem. Então, onde está a América? Eu oro para não estarmos fora, porque estamos em algum tipo de conflito nuclear", acrescentou.

veja também