“Ouvi Deus pela primeira vez”, diz indígena que se rendeu a Jesus após pensar em suicídio

Nativo americano, Bruce Plummer encontrou Deus quando estava bêbado, morando em ruas e sem esperança.

fonte: Guiame, com informações da BPNews

Atualizado: Sexta-feira, 19 Março de 2021 as 3:14

Bruce Plummer com seu cocar e sua Bíblia. (Foto: Reprodução/ BP Press)
Bruce Plummer com seu cocar e sua Bíblia. (Foto: Reprodução/ BP Press)

Nascido em uma reserva indígena, Bruce Plummer levava uma vida desregrada. Quando tinha 21 anos, apresentava pensamentos suicidas e era dominado pelo alcoolismo.

Durante uma forte tempestade em Portland, Oregon, ele conta que estava cambaleando de bêbado quando começou a rastejar em busca de abrigo sob um pinheiro. A árvore estava na propriedade de uma igreja, o que Bruce só percebeu no dia seguinte, enquanto observava veículos entrando e saindo do estacionamento.

Naquela mesma manhã, Bruce teve sua primeira experiência com Deus. “Pela primeira vez na minha vida, ouvi Deus. Aquilo me surpreendeu”, disse, lembrando-se do que ouviu: “Ele disse: ‘Bruce, quero que você vá lá e converse com o pastor’”.

Acolhimento

Mesmo cheirando, sujo e ainda sob o efeito do álcool, Bruce entrou no prédio e foi calorosamente recebido pelo pastor luterano, que o levou para jantar em sua casa, onde foi recebido com a mesma simpatia pela esposa do pastor.

Ela se ofereceu para lavar suas roupas e para colocar peças limpas enquanto ele tomava banho, caso quisesse. Depois, o pastor ofereceu um quarto para deixá-lo passar a noite ali.

“Discutimos por dez dias ou duas semanas [sobre a Bíblia]”, lembra Bruce. “[O pastor] me dizia: 'Tudo o que posso dizer é isto: João 3:16. Jesus é Deus. Se você pedir a Ele, Deus entrará em sua vida.’”.

“O que me atraiu no cristianismo foi quando ele falou: ‘Bruce, Deus pode dar-lhe um novo começo. Ele pode tirar todos os pecados e eliminá-los’. Eu pensei: Caramba. Se eu conseguisse um novo começo. Se eu pudesse ter uma chance, eu o gostaria”, lembra o homem.

Bruce conta que estava tomando banho e pensando que quando não se tem onde morar, a melhor coisa é um banho: “Estar limpo é melhor do que comida”. Naquele momento, Deus falou outra vez com ele: “Bruce, você gostaria de ser limpo por dentro?”.

Bruce diz que Deus usou a palavra “limpo”, a mesma que havia acabado de pensar. Ele então respondeu: “Eu acredito em você, Deus, mas essa coisa de Jesus, cara, eu não sei; isso não faz sentido para mim. Eu pensei que Jesus era o deus do homem branco. Não sei como Ele pode entrar em mim”.

Bruce começou a ter conflitos internos com aquela novidade.

“Tive de pedir perdão a Deus pelos meus pecados”. O pastor disse a Bruce que bastava ele se arrepender de seus pecados. Ele disse que se eu fizesse isso, Deus os levaria tão longe quanto o Oriente está do Ocidente.

Mas eu não tinha fé para crer que se eu pedisse a Jesus para entrar em mim, Ele entraria. Então Bruce disse a Deus: “Eu vou fazer um acordo com você. Se eu pedir a Jesus para entrar em meu coração, você tem que me dar fé para acreditar nisso. Eu quero parar de pecar; não quero mais ficar bêbado”, Naquele momento, Bruce baixou a cabeça ali mesmo no chuveiro e pediu a Jesus que entrasse em meu coração.

Vida com Deus

Bruce diz que quando pegou a toalha e olhou para sua pele e ainda estava morena: “Achei que se me tornasse cristão, minha pele ficaria branca. E ainda conheço minha língua! (Anpetu Washte significa ‘é um bom dia’). Acho que Jesus entrou em meu coração e me deu fé para acreditar!”.

Quando Bruce contou ao pastor o que havia acontecido, ouviu: “Deste ponto em diante de sua vida, todas as respostas para todas as perguntas de sua vida estarão neste livro”, e entregou a Bruce sua primeira Bíblia.

Isso foi em fevereiro de 1973.

Bruce voltou à reserva para perdoar as pessoas que ele havia ofendido e foi aconselhado pelo pai de sua namorada a ir para a Universidade Batista de Oklahoma naquele outono. Na lista telefônica, ele encontrou o contato da Primeira Igreja Batista Indiana de Shawnee. Ele descobriu que o pastor de lá era o aclamado líder cristão índio americano Jimmy Anderson.

Quando Anderson perguntou a Bruce se ele queria ser batizado, ele respondeu que “sim, porque disse a Deus que faria tudo o que Ele pedisse e queria ser obediente”.

Ele conclui seu testemunho dizendo que “todas as manhãs, quando abro os olhos, começo com a mesma oração: ‘Bom dia, Pai, ajude-me a caminhar com você hoje em minha vida. Obrigado por seu amor, sua graça e sua misericórdia, e a esperança que eu tenho no Criador, Jesus Cristo, meu Senhor e Salvador, Aho’”.

veja também