Pastor de megaigreja americana se suicida após batalha contra doença mental

Líder da Real Life Church diz que tragédia mostra crise ampla de suicídio nos Estados Unidos.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post e CBS News

Atualizado: Terça-feira, 29 Janeiro de 2019 as 12:10

Pastor Jim Howard, líder do campus Valência da Real Life Church, na Califórnia. (Foto: Reprodução/Facebook)
Pastor Jim Howard, líder do campus Valência da Real Life Church, na Califórnia. (Foto: Reprodução/Facebook)

Mais uma trágica notícia no meio cristão chega dos Estados Unidos e anuncia o suicídio do pastor Jim Howard, líder do campus Valência da Real Life Church na Califórnia, que tem mais de 6.000 membros. Depois de uma prolongada batalha contra uma doença mental, o pastor deu um tiro fatal em sua cabeça na quarta-feira (23).

A notícia foi divulgada pela página do Facebook da igreja e assinada pelo pastor líder Rusty George. “É com o coração pesado que confirmo que sofremos uma perda trágica em nossa equipe da igreja esta semana. Na quarta-feira, 23 de janeiro de 2019, Jim Howard, um pastor amado aqui na RLC, tirou a própria vida”.

O comunicado continua relatando a personalidade de Jim Howard. “Como todos nós que conhecemos Jim podemos atestar, ele era um homem maravilhoso com um profundo amor por Jesus e uma paixão por compartilhar a graça de Deus com qualquer um que conhecesse. Ele também foi um furacão de energia, sempre procurando novos desafios e oportunidades para ministrar aos outros”, disse George.

Em sua declaração, que foi feita na quinta-feira (24), o pastor George observou que Howard estava lutando contra a doença mental - sem declarar qual seria - por um tempo e até havia falado publicamente sobre sua luta contra ela. Ele disse ainda que durante os cultos abordaria sobre essa “tragédia e a crise mais ampla de suicídio nos Estados Unidos”.

O pastor conta que Jim muitas vezes sofreu com desafios de saúde mental sozinho, mas que em outros momentos falou sobre o assunto. “Em alguns momentos ele bravamente discutiu em público – e estava lutando com algumas questões pessoais nos últimos meses. Esta semana ele tomou a trágica decisão de acabar com sua dor. Sua falta será profundamente sentida por sua família, amigos, pela família RLC e por todos aqueles que foram abençoados em conhecê-lo”, disse o líder da denominação à qual Jim serviu por três anos.

Ajuda

O pastor George instou os membros da igreja que estão lutando e precisam de ajuda nessa área para que procurem a igreja. Em anúncio recente a RCL faz um chamado nesse sentido: “Suicídio é um assunto que afetou muitos de nós e queremos apoiar você.Se algum membro de nossa comunidade estiver lutando com pensamentos suicidas ou conhecer alguém que tirou sua vida, temos um lugar seguro para você receber oração e ou conversar com alguém”.

A igreja diz ainda que embora haja um período em que as pessoas possam procurá-la, quem precisar desse atendimento o terá “a qualquer momento que seja conveniente para você”.

O caso de Jim Howard fez ainda com que a Fundação Jared Monroe, uma organização sem fins lucrativos da Califórnia que se dedica a promover a conscientização, compreensão e o apoio ao Transtorno Bipolar, também estimulasse aqueles que sofrem na sequência do suicídio do pastor.

“Nossas sinceras condolências à família do pastor Jim Howard, amigos e família RLC. Os desafios de saúde mental afetam TODOS. Não sofra sozinho. Estenda sua a mão se você precisar conversar. Você não precisa sofrer sozinho”, disse a fundação em um comunicado na sexta-feira.

Dedicação

Outros membros da comunidade de Valência, que conheciam Howard, também compartilharam sua dor por sua morte e relembraram sua dedicação aos outros.

“Jim era apaixonado pela nossa região. Nós trabalhamos juntos na vigília à pelas vítimas dos tiroteios de Santa Clarita em Las Vegas, bem como em muitos eventos na Real Life Church. Nossos pensamentos e orações vão para sua família e todos que ele tocou. Ele fará falta”, disse o dono da rádio KHTS, Carl Goldman.

Alto índice

Jim Howard não é o primeiro pastor de megaigreja na Califórnia a cometer suicídio nos últimos meses. No ano passado, o pastor da Inland Hills, Andrew Stoecklein, tirou sua vida, deixando esposa e três filhos pequenos.

O professor da Regent University e pastor da Igreja Red, Dr. Jayce O'Neal, disse à CBN News que os pastores não estão imunes a doenças mentais. “Os pastores são humanos e têm problemas como todos os outros. Eles lutam com inseguranças; eles lutam com seus próprios erros”.

Segundo dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, a taxa de suicídio dos Estados Unidos subiu 33% entre 1999 e 2017. Os norte-americanos estão se matando como nunca antes, o suicídio está contribuindo para o declínio geral da expectativa de vida nos EUA.

O suicídio é a décima principal causa de morte na América e alguns a chamam de crise nacional de saúde.

 

veja também