Pastor diz que ioga tem "raízes demoníacas" e é oposta ao cristianismo

John Lindell advertiu que o ioga vem do hinduísmo, uma religião com preceitos contrários ao cristianismo.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quarta-feira, 14 Novembro de 2018 as 11:50

O pastor John Lindell alertou que até mesmo as posições praticadas no ioga são nocivas, pois abrem espaço para espíritos malignos. (Foto: Reprodução)
O pastor John Lindell alertou que até mesmo as posições praticadas no ioga são nocivas, pois abrem espaço para espíritos malignos. (Foto: Reprodução)

O pastor John Lindell advertiu os cristãos a não participarem do ioga, dizendo que as posições associadas à atividade de exercício e meditação foram projetadas para "abrir você ao poder demoníaco".

Lindell falou contra "influências demoníacas", como paganismo, feitiçaria, adivinhação, astrologia e elementos do misticismo oriental, como ioga. "Estou fazendo isso porque parece que nossa cultura está ficando cada vez mais obcecada com todas as coisas paranormais", disse o pastor da Assembleia de Deus.

"De acordo com uma pesquisa da Gallup, três em cada quatro americanos acreditam no paranormal e em uma pesquisa recente da Pew, 40% dos cristãos acreditam em médiuns, 29% dos cristãos acreditam em reencarnação e 26% dos cristãos acreditam em astrologia. A indústria do entretenimento respondeu esses dados com uma infinidade de games, programas de televisão e filmes", pontuou.

"Parece que o paranormal se tornou o novo normal", acrescentou. "Não são apenas casas e bruxas mal-assombradas no Halloween, mas isso já entrou na vida cotidiana por meio de coisas como misticismo oriental e práticas da Mãe Terra".

Aceitação

Lindell disse que um dos sinais mais urgentes da sociedade "pós-cristã" de hoje é a aceitação do ioga, não apenas pela cultura, mas também pelos cristãos e pelas organizações religiosas. Ele argumentou que não importa o que os praticantes fazem durante o ioga, mas que a prática física do não pode ser separada de suas "raízes hindus".

Lindell admitiu que pode parecer estranho para muitos que ele esteja falando sobre ioga em um sermão sobre influências paranormais.  "Isso para mim é uma indicação de quão longe nossa sociedade se transformou em uma cultura pós-cristã", enfatizou.

"Antes, seria um dado que ioga é uma forma de misticismo oriental que os cristãos devem absolutamente evitar, mas isso não é mais o caso. Ioga parece estar em toda parte. Por exemplo, se você for a um local de vida saudável, provavelmente encontrará várias referências ao ioga".

Lindell alertou que os cristãos devem "ficar longe do ioga por causa de suas raízes demoníacas". Ele diz: "Participar em qualquer nível é potencializar a abertura de sua vida, sua casa, sua situação ao demoníaco", advertiu ele.

Posições

O pastor explicou que há três componentes principais do ioga para alcançar o objetivo de elevar e expandir a "consciência com o propósito de experimentar paz, energia e presença divina". Um desses elementos são as diferentes posições do corpo. "Cada posição individual do corpo tem um significado", disse Lindell.

"Deixe-me dizer isso, as posições de ioga não foram projetadas pelo seu instrutor fitness. Elas foram projetadas e criadas com a intenção demoníaca de te abrir para para o poder demoníaco. Porque o hinduísmo é demoníaco", alertou.

"Toda falsa religião é demoníaca. O hinduísmo não é uma religião pacifista e gentil. Nem o Budismo. Podemos ter uma visão bonita disso em nossa cultura ocidental, mas não é pacifista. É demoníaco. É uma adoração inativa", colocou.

Lindell sustentou que as posturas de saudação de ioga são projetadas para homenagear o deus sol Surya. "Isso é o que todos estão fazendo. Você está dando boas-vindas ao deus do sol", disse Lindell que também condenou a posição de lótus porque tem "conotações sexuais".

"O ioga é diametralmente oposto ao cristianismo", advertiu ele. "A meditação leva a pessoa a uma consciência de nada ao seu redor. Ela abaixa a porta da mente que Deus estabeleceu para uma preservação espiritual".

veja também