Pastor ensina caminho para ser amigo de Deus: “Se aprofunde em conhecê-Lo”

“Quando Deus tem um amigo, Ele revela Seus segredos”, explica o pastor Joel Engel.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Sexta-feira, 30 Abril de 2021 as 3:53

Para se aproximar de Deus como amigo, é preciso conhecer mais sobre Ele. (Foto: Reprodução/The Chosen)
Para se aproximar de Deus como amigo, é preciso conhecer mais sobre Ele. (Foto: Reprodução/The Chosen)

Na semana passada, o pastor Joel Engel fez um ensino sobre a oração do “Pai Nosso”, na qual Jesus apresenta um modelo para reconectar os filhos ao Pai. Na última terça-feira (27), ele apresentou um tipo de oração que se dirige a Deus como amigo.

O pastor mostra que no texto bíblico de Lucas 11, onde Jesus ensina seus discípulos a orar, são apresentadas três formas de se aproximar de Deus: filho que pede ao pai; amigo que pede a outro amigo e injustiçado que pede ao juiz.

Aprofundando-se na amizade com Deus, Engel explica que há diferenças na relação entre pai e amigo.

“Muitas vezes o pai não dá o que o filho pede. O pai dá coisas boas ao filho, mas também dá limites e repreensões. Já o amigo é um cúmplice, é alguém que está na mesma posição, é alguém que te entende”, esclarece.

Jesus estabeleceu o primeiro modelo de oração, se dirigindo a Deus como Pai. Na mesma ocasião, ele também ensina a se dirigir a Deus como amigo.

Em Lucas 11:5-10, Jesus conta a história de um homem que procura seu amigo à meia-noite e pede pães emprestados, para oferecer à sua visita. O amigo pede que ele não o incomode, mas acaba atendendo ao pedido por causa da importunação. 

Com isso, Jesus deixa a lição: “Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.”

“Jesus está ensinando: se você não tiver resposta à sua oração como filho, comece a importunar a Deus como um amigo”, afirma o pastor.

Deus procura por amigos

Joel Engel observa que, por toda a Bíblia, é possível ver Deus à procura de amigos. Ele encontrou amizade em homens como Abraão e Moisés.

“Abraão foi tão amigo de Deus a ponto do Senhor contar a ele seus planos sobre Sodoma e Gomorra. Por causa do pedido de Abraão, Deus poupou a família de seu sobrinho, Ló, naquela cidade”, comenta.

“Quando Deus tem um amigo, Ele revela Seus segredos”, destaca Engel. “Muitas vezes um pai tem que dizer não para um filho, mas diz sim a um amigo.”

Mas para se tornar amigo de Deus, é preciso, antes de tudo, investir tempo para conhecê-Lo. “Nosso Deus Pai é tão grande e majestoso que, para nos aproximarmos como amigos, precisamos primeiro de conhecimento. Ninguém se torna amigo de uma hora para a outra. É preciso conhecer e investir tempo na construção da intimidade”.

Ele acrescenta: “Para ser amigo de Deus é preciso conhecer a Palavra, conhecer Sua história, a Sua natureza e Seu caráter. Abraão se aperfeiçoou em conhecer a Deus e você precisa se aprofundar nisso”.

Foi Deus quem teve a iniciativa de se aproximar de Abraão e Moisés, desejando ser seus amigos, observa Engel. O mesmo aconteceu com Jesus, que chamou cada um de seus apóstolos. “É interessante ver que Deus desce dos céus e vem procurar amigos no lugar menos provável, que é a Terra”, comenta.

Por isso, não importa o seu passado ou sua condição; “quando você recebe Jesus, Ele age como seu amigo, não como seu juiz”, diz Engel. “Ele vai te chamar para comer junto com Ele. Foi isso o que Ele fez com perdidos e pecadores”.

Segundo Apocalipse 3:20, amigo é alguém que ceia com Jesus e responde a seu convite: “Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo.”

“Por que Jesus nos ensina a bater na porta de Deus e chamá-lo de amigo? Porque amigo é assim, está sempre do meu lado, mesmo que eu seja imperfeito. O amigo vai estar com você na hora que você mais precisar”, finaliza o pastor.

Veja a pregação completa:

veja também