Pastor sofre atentado a bala e suspeita de motivações políticas, no Ceará

O pastor José Costa de Melo teve a fachada de sua casa atingida por vários tiros de escopeta e pistolas automáticas, no último domingo.

fonte: Guiame, com informações do G1

Atualizado: Segunda-feira, 15 Outubro de 2018 as 11:10

No último domingo (14), o pastor José Costa de Melo teve sua residência metralhada em um ataque criminoso, no município de Itapajé, Ceará. Segundo informações coletadas pela polícia, o crime aconteceu por volta das 2h30, quando três homens armados passaram com um veículo em frente à casa e dispararam vários tiros de escopeta e pistolas automáticas. A residência é uma casa pastoral da Igreja Assembleia de Deus Templo Central.

A polícia apurou as informações com testemunhas, que relataram que os bandidos estavam armados com pistolas de calibre ponto 40 e escopetas de calibre 12.

Os tiros atingiram o portão de metal da residência, quebraram as janelas, perfuraram as paredes e também um veículo que estava dentro do local. No momento da ação, o pastor e seus familiares estavam na casa, mas ninguém ficou ferido.

Suspeitas e "coincidências"

Em depoimento à imprensa local, o pastor revelou suspeitar de que o crime tenha motivações políticas, pois ocorreu pouco tempo após ele ter declarado seu apoio pessoal ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro.

"Eu declarei meu apoio a ele [Jair Bolsonaro] no direito de cidadão que me assiste de fazer a minha escolha", explicou o pastor ao repórter Wellington Macedo.

José da Costa explicou que assumiu seu apoio pessoal a Bolsonaro às vésperas do primeiro turno e também alertou sua igreja sobre a importância do voto consciente, sobre votar em candidatos que defendam os valores bíblicos.

"Nós estávamos às vésperas da eleição e eu disse que estávamos com o poder na mão, para definir as nossas escolhas e procurássemos aqueles que se identificam com o nosso credo, com a nossa forma de crer, de ver, principalmente enquanto estamos vivendo em um país onde as coisas estão muito à vontade", acrescentou.

Segurança reforçada na região

A Secretaria da Segurança Pública (SSPDS) divulgou por meio de nota que a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) continua investigando o crime. Porém a a Delegacia Municipal de Itapajé ainda não revelou mais detalhes sobre o crime para não comprometer o andamento das investigações.

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) também intensificou intensificou o patrulhamento na região, com equipes do Policiamento Ostensivo Geral (POG), Força Tática e Batalhão de Policiamento de Rondas, além de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio).

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também já foi acionada para realizar uma perícia no local.

veja também