Pastores andam 5 km por semana em oração por bairro violento: “Sentimos a dor deles”

Bob e Judy Willard decidiram viver e iniciar seu ministério em uma das regiões mais violentas de Cleveland, nos EUA.

fonte: Guiame, com informações da AG News

Atualizado: Terça-feira, 10 Dezembro de 2019 as 1:21

Membros da igreja liderada por Bob e Judy Willard em ação evangelística. (Foto: The Meeting Place Church)
Membros da igreja liderada por Bob e Judy Willard em ação evangelística. (Foto: The Meeting Place Church)

Bob Willard e sua esposa, Judy, andam 5 quilômetros por semana pelos bairros Buckeye e Woodland Hills, no lado leste de Cleveland (EUA), orando por sua comunidade.

A região é marcada por um índice alto de violência e carência financeira. Eles passam por bares, lojas de bebidas, casas de baixa renda e lotes vagos.

“Optamos por morar onde ministramos e temos uma paixão por alcançar pessoas no interior da cidade de Cleveland”, disse Bob à AG News. “Vemos o que eles vêem e sentimos o que sentem, e oramos por paz e segurança e contra o espírito de violência”.

Bob, de 59 anos, é pastor da igreja The Meeting Place em Cleveland, ao lado de sua esposa Judy, 58 anos.

Ele atendeu seu chamado ministerial depois de servir na Marinha dos EUA por 12 anos e construir uma carreira no mundo corporativo por dez anos. Em Cleveland, o casal analisou qual era o bairro com o índice mais alto de violência e resolveu se estabelecer por lá, com seus quatro filhos.

Bob e Judy começaram um estudo bíblico semanal em sua sala de estar. Enquanto isso, Bob trabalhava em um armazém, dirigindo uma empilhadeira, e Judy dava aula de inglês, matemática e estudos da Bíblia em sua casa, que agora é um centro de aprendizado diário para 25 alunos.

Em 2013, a igreja adquiriu um edifício ao lado da casa dos Willards pelo valor de 500 dólares. “Somente Deus poderia arranjar tal presente”, disse Bob. 

O edifício de 2 andares oferece espaço para os cultos de domingo e quinta-feira, bem como o centro de aprendizado.

Evangelho compartilhado

Daynet Little, 24 anos, começou a frequentar o The Meeting Place há 3 anos. “Eu cresci em Buckeye, mas estava deprimida e não ia à igreja”, conta. “O pastor Bob e a senhora Judy me ajudaram a perceber que eu realmente importava, e pedi que Jesus entrasse em meu coração”.

Kenneth McQuiller, 29 anos, ingressou na equipe pastoral do The Meeting Place em 2016. Sua esposa, Shelby, 32, o ajuda em seu ministério com os jovens.

“Vi os rostos tristes das crianças do bairro que lidam com questões familiares difíceis”, disse Kenneth. “Eu queria que eles soubessem que sentimos a dor deles e os apontamos para Jesus”.

O próximo projeto da igreja envolve a restauração de uma taberna doada à igreja pelo banco Cuyahoga Land Bank. Os planos incluem uma cafeteria cristã, um programa de treinamento profissional, espaço para artistas e um apartamento para funcionários.

“Isso transformará nosso ministério, nos colocando na principal rua comercial para compartilhar o Evangelho onde prostitutas, traficantes de drogas e moradores de rua se reúnem”, observa.

veja também