Pastores gays se casam em igreja de Belo Horizonte-MG

Pastores gays se casam em igreja de Belo Horizonte-MG

Atualizado: Quarta-feira, 4 Julho de 2012 as 9:40

Os pastores evangélicos Anderson Pereira, de 34 anos, e Roberto Soares, de 29, se casaram no sábado (30) na Igreja Cristã Contemporânea de Belo Horizonte, no bairro Santa Mônica, na Região de Venda Nova, na capital mineira.

Entre amigos e familiares, cerca de 150 pessoas participaram da cerimônia.

No dia 19 os dois embarcam para São Luis do Maranhão, em lua de mel. “A Bíblia não condena o amor entre pessoas do mesmo sexo. Ela condena a promiscuidade, a falta de respeito e a traição. Jesus é amor. Onde tem amor tem a presença de Jesus”, disse. Pereira.

Roberto Soares conta que a igreja os apoiou em todos os momentos e que todos ficaram ansiosos pela chegada do casamento. Ele afirma que vai pedir ao juiz que converta para casamento civil a declaração de união estável.

O próximo passo do casal é adotar uma criança. “O que Deus enviar vamos cuidar e amar. Queremos ser referência de amor e fidelidade. Este casamento foi o resgate de sonhos, de planos. O amor sempre vence. É a declaração da vitória”, relata Soares.

Contraponto

O acontecido é mais um das centenas de casos de casamentos gays em todo o mundo.

“Não é pecado ser tentado, mas é claro, é um pecado ceder à tentação”, afirma o pastor Dan Delzell, da igreja luterana Wellspring em Papillion. O comportamento homossexual, segundo o pastor, é tão pecado quanto roubar, adulterar e mentir. Mas sentir desejo sexual não é pecado, assim como não é pecado se sentir a atraído a praticar sexo antes do casamento, ou ser tentado a praticar sexo com a esposa de alguém. O pecado é ceder à tentação.

Recentemente o pastor Ubirajara Crespo comentou o comportamento das chamadas 'igrejas inclusivas', que acreditam ser a prova do avanço do Evangelho.

"E ainda tem gente que acha que o Evangelho precisa avançar ainda mais. Avançar pra onde? Você não acha que já chega? Precisamos mesmo é retornar ao princípio, mesmo que seja um início modesto, mas do jeito que Deus gosta", escreveu.

Leia também:

Homossexualidade: “Não é pecado ser tentado, é pecado ceder", diz pastor

Marisa Lobo defende Malafaia em discussão sobre homossexualidade com Jean Wyllys


com informações do G1

veja também