Policial ora por homem que iria multar, após descobrir luta contra o câncer

O oficial, que já havia passado pelo mesmo câncer, cumpriu sua promessa que fez ao Senhor e intercedeu por Anthony Geddis.

Fonte: Guiame, com informações de CNNAtualizado: terça-feira, 14 de junho de 2022 18:33
À beira da estrada, o policial e Anthony oraram juntos a Deus. (Foto: Jaret Doty).
À beira da estrada, o policial e Anthony oraram juntos a Deus. (Foto: Jaret Doty).

A foto de um policial orando por um homem, que teve o carro parado na estrada, viralizou nos Estados Unidos, com uma história emocionante sobre fé e amor cristão.

Em março deste ano, Ashlye Wilkerson levava seu pai, Anthony Geddis, para casa na Carolina do Sul, após buscá-lo em mais uma sessão de quimioterapia no hospital. Enquanto dirigia, ouviu o barulho da sirene da polícia, indicando para ela parar o veículo.

“Oh Deus, eu estou acelerando, pai", observou ela. Mas, Anthony disse para a filha manter a calma.

O policial Jaret Doty, da Patrulha Rodoviária Estadual, se apresentou e disse: "Senhora, você sabe a que velocidade estava? Eu vou precisar de sua licença e registro".

Ashlye pediu desculpas e apresentou seus documentos, enquanto seu pai, mesmo fraco por causa do tratamento, explicou a situação ao policial.

"Esta é minha menina. Ela está me levando para casa de um tratamento de quimioterapia no centro de câncer, em Duke”, sussurrou ele, no banco do passageiro.

Jaret apenas assentiu e voltou para seu carro com os documentos da motorista. "Puxa, por que ele está demorando tanto? Eu me pergunto o que está acontecendo", comentou Ashlye ao pai.

Mas o policial, de 45 anos, não estava apenas analisando as informações de Ashlye; ele estava se lembrando de sua luta contra o câncer de cólon anos atrás. 

Ele havia notado a bolsa presa ao estômago do pai da motorista, a mesma que um dia ele também usou. Após passar por uma cirurgia de sucesso, Jaret fez um voto com Deus em seu leito no hospital, em gratidão a todas as orações responsáveis por sua cura.

Cumprindo sua promessa

"Eu disse que se eu pudesse tocar uma pessoa, ou ajudar alguém a superar sua doença, eu o faria”, contou o policial à CNN.

Jaret lembrou de sua promessa enquanto estava sentado no carro-patrulha, decidindo o que iria fazer. Já era certo que ele não multaria Ashlye. 

Então, ele voltou ao carro da família e perguntou: "Senhor, você se importa se eu perguntar que tipo de câncer você tem?".

Anthony respondeu: "Não, eu não me importo. Eu tenho câncer de cólon”. O policial respirou fundo diante da tamanha coincidência entre eles e disse: "Posso orar por você?".

Anthony, que era diácono em sua igreja, concordou prontamente, observando que acreditava no poder da oração.

Orando juntos à beira da estrada

Dando as mãos, os dois cristãos oraram juntos à beira da estrada. A filha se emocionou ao ver a tocante cena e registrou o momento com uma foto, que viralizou mais tarde na web.

"Foi um momento muito bonito para mim ver isso acontecer entre meu pai e o policial", disse Ashlye à CNN.

“Eu só quero que você saiba que você tem outra pessoa orando por você em sua jornada", disse o policial a Anthony, após a oração. "Dirijam com segurança", acrescentou, se despedindo da família.

Ashlye diz que o pai ficou emocionado com o gesto de seu irmão em Cristo e ficou com os olhos cheios de lágrimas.

Cerca de dois meses depois, Anthony faleceu, aos 61 anos, depois que o câncer de cólon se espalhou por todo seu corpo.

"Isso não é sobre mim", declarou o policial, após sua foto com Anthony viralizar nas redes sociais. 

"Eu não quero nenhum reconhecimento. Eu não fiz nada. Este homem perdeu a vida, e sua filha o está honrando. Eu quero que ela seja capaz de honrá-lo do jeito que ela quer, e não por algo que eu fiz”.

Em memória do amado pai, Ashlye guarda consigo a pequena cruz de metal prateada, que o policial colocou na mão do seu pai, enquanto orava com ele à beira da estrada.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições