Senador Magno Malta defende o evangelho e Malafaia no Plenário

Magno Malta defende o evangelho e Malafaia no Plenário

Atualizado: Quinta-feira, 21 Junho de 2012 as 11:51

O senador evangélico Magno Malta falou na Tribuna do Plenário da entrevista do pastor Silas Malafaia à revista Veja.

Malta comentou alguns dos pontos tratados na reportagem, fazendo alertas sobre a importância da Igreja e o perigo das novas leis em discussão no país.

O senador diz que na entrevista Malafaia fala de um evangelho poderoso que tem mudado a realidade do Brasil, um evangelho poderoso que onde se planta uma igreja, termina o tráfico.

"Você não vê ninguém sair da igreja e ser obrigado a fazer o teste do bafômetro, não vê ninguém sair da igreja e atropelar ninguém na calçada porque o evangelho propõe uma vida diferente", defende.

Leia também:

'Fala Malafaia' debate a venda de espaço em rádio e TV; Assista

Marisa Lobo defende Malafaia em discussão sobre homossexualidade com Jean Wyllys

"Existe um preconceito miserável em relação aos evangélicos", diz Malafaia à Revista Veja

Outro assunto polêmico exposto por Magno Malta foi a homofobia que, segundo ele, já teve o termo banalizado. "Esse kit gay não é para orientar as crianças a não serem homofóbicas, esse kit gay era para criar um império homossexual no Brasil."

O Marco Regulatório que visa a probição da venda de espaço na programação da televisão e rádio foi criticado pelo senador que lembrou o caso envolvendo o Ministro Gilberto Carvalho, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil, que há pouco tempo falou que a próxima meta do governo era enfrentar os evangélicos comandados pelos pastores de televisão.

Carvalho chegou a pedir perdão aos evangélicos e Magno Malta se mostrou perplexo pelo fato de alguns evangélicos também terem pedido perdão ao ministro.

Magno Malta afirma que a Igreja evangélica não cometeu nenhum crime. "O crime que cometeu foi ter mudado de lado no segundo turno e ter feito Dilma presidente", declarou.


Assista ao vídeo do depoimento de Magno Malta.

veja também