Última Ceia de Cristo teve carne e feijão, segundo estudiosos

Além disso, azeitonas, ervas amargas e molho de peixe também podem ter composto o cardápio da reunião entre Jesus e os apóstolos.

Fonte: Guiame, com informações de Discovery NewsAtualizado: quinta-feira, 31 de março de 2016 16:02
Naquele tempo, na Palestina, a comida era colocada em mesas baixas, e os convidados comiam sentados em almofadas no chão e tapetes. (Foto: Reprodução)
Naquele tempo, na Palestina, a comida era colocada em mesas baixas, e os convidados comiam sentados em almofadas no chão e tapetes. (Foto: Reprodução)

O único alimento descrito pela Bíblia na Última Ceia de Jesus Cristo com os apóstolos é o pão sem fermento. No entanto, pesquisadores descobriram que guisado de feijão, carne de cordeiro, azeitonas, ervas amargas, molho de peixe e vinho aromatizado também podem ter composto esse cardápio.

Dois arqueólogos italianos fizeram um estudo com base em trechos da Bíblia, escritos judaicos, antigas obras romanas e dados arqueológicos, a fim de investigar os hábitos alimentares em Jerusalém no início do século 1 d.C.

"A Bíblia descreve o que aconteceu durante o jantar, mas não detalha o que Jesus e seus 12 companheiros comeram", disse Generoso Urciuoli, arqueólogo no Centro Petrie e autor do blog Archeoricette ao Discovery News.

"O ponto de partida é a suposição de que Jesus era judeu. Ele e seus discípulos observavam as tradições transmitidas pela Torá e suas proibições relacionadas à alimentação", disse Urciuoli.

Reunindo dados históricos e algumas pistas deixadas em obras de arte, como as pinturas encontradas nas catacumbas do século III, os pesquisadores foram capazes de reconstruir os hábitos alimentares na Palestina, há 2 mil anos.

Sobre o mesmo chão

A cena representada por Leonardo Da Vinci, por exemplo, não é uma obra historicamente exata, de acordo com os pesquisadores. A reunião, realizada no cenáculo de uma casa em Jerusalém, não aconteceu com os discípulos sentados ao redor de uma mesa retangular.

"Naquele tempo, na Palestina, a comida era colocada em mesas baixas, e os convidados comiam sentados em almofadas no chão e tapetes", disse Urciuoli.

Os pratos, tigelas e jarros foram provavelmente feitos de pedra. "Os judeus que observavam as regras de pureza utilizavam vasos de pedra, porque não eram suscetíveis à transmissão de impureza", disse Urciuoli.

Pistas bíblicas

Urciuoli e Marta Berogno, arqueóloga e egiptóloga no museu de Turim, no Egito, estreitaram a busca pelos alimentos presentes na Última Ceia reconstruindo duas outras refeições importantes mencionadas no Novo Testamento: as bodas de Caná, que registra o milagre da transformação da água em vinho, e o banquete de Herodes, conhecido por decapitar João Batista.

Tzir, uma variante do garum (molho de peixe romano), estava provavelmente presente tanto no casamento de Caná como no banquete de Herodes, bem como na Última Ceia, disseram os pesquisadores.

De acordo com Marcos 14:12, Jesus preparou a Última Ceia "no primeiro dia da festa dos pães sem fermento, quando se costumava sacrificar o cordeiro pascal”. Com base nisso, os estudiosos acreditam que, provavelmente, o cordeiro também foi incluído no menu.

A Bíblia fornece uma pista ainda mais exata: o pão sem fermento e o vinho também fizeram parte do jantar. Jesus partiu o pão e o vinho, mostrando a seus apóstolos que o pão representava seu corpo e o vinho, seu sangue.

Tradições judaicas

De acordo com Urciuoli e Berogno, outra comida que estaria incluída na mesa é o cholent, um prato de guisado de feijão cozido em fogo baixo, azeitonas com hissopo, uma erva com sabor de hortelã, ervas amargas com pistaches, um charoset de tâmaras e uma pasta de nozes.

"Ervas amargas e charoset são típicos na Páscoa. O cholent é comido durante as festividades, enquanto o hissopo também é consumido em uma base diária", disse Urciuoli.

As conclusões do estudo serão publicadas por Urciuol e Berogno no livro "Gerusalemme: L'Ultima Cena" (“Jerusalém: a Última Ceia”, em tradução livre), que será lançado no próximo mês.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições