Ator rejeita papel milionário por causa da fé: ‘Não queria mais xingar ou fumar maconha’

Chris Tucker ficou famoso pela trilogia ‘A Hora do Rush’, em que atuou ao lado de Jackie Chan.

Fonte: Guiame, com informações do Einerd e FaithwireAtualizado: segunda-feira, 3 de janeiro de 2022 12:12
Chris Tucker no tapete vermelho no Celebrity Fight Night XXV em Phoenix, Arizona. (Foto: Reprodução / Gage Skidmore)
Chris Tucker no tapete vermelho no Celebrity Fight Night XXV em Phoenix, Arizona. (Foto: Reprodução / Gage Skidmore)

Durante anos, Chris Tucker estava ganhando espaço, estrelando sucessos de bilheteria dos anos 90 como "Jackie Brown", "Money Talks" e "A Hora do Rush", um grande sucesso, em que atuou ao lado de Jackie Chan.

O astro, que se tornou uma celebridade e chegou a ser um dos mais bem pagos de Hollywood, ficou ainda mais famoso após participar da bem-sucedida trilogia “A Hora do Rush”. No entanto, após o lançamento do terceiro filme, o também comediante praticamente sumiu das telas.

Chris Tucker em “A Hora do Rush”, ao lado de Jackie Chan. (Foto Divulgação / EiNerd)

Tucker só apareceu em mais dois filmes desde então: “O Lado Bom da Vida”, de 2012, e “A Longa Caminhada de Billy Lynn”, de 2016.

De acordo com o rapper Ice Cube, que atuou com Tucker, ele recebeu uma oferta impressionante para reprisar seu papel na comédia de sucesso de 1995, "Friday”, mas recusou por causa de sua fé.

“Estávamos prontos para pagar a Chris Tucker $ 10 [a] $ 12 [milhões] para fazer 'Next Friday'”, escreveu ele. “Mas ele nos recusou por motivos religiosos. Ele não queria mais xingar ou fumar maconha na frente das câmeras”.

Volta às origens cristãs

Um documentário no canal do YouTube Comedy Hype revelou que Tucker - que já foi o ator mais bem pago de Hollywood - foi criado como pentecostal e frequentava a igreja regularmente. Quando se tornou famoso, ele abandonou sua fé, mas voltou às suas raízes religiosas quando se mudou para Atlanta no final dos anos 1990, voltando a ser um cristão fiel.

Em 2014, ele disse ao canal canadense Straight que voltou ao stand-up comedy por causa de sua fé.

“Ser cristão me ajuda na comédia”, disse ele ao jornal. “Eu tenho que falar sobre outras coisas. Normalmente, a maioria dos quadrinhos fala sobre coisas que são fáceis - talvez xingando ou dizendo algo obsceno. Tenho que cavar mais fundo para encontrar algo que ainda seja engraçado e não atrevido. É mais difícil. Eu gosto do desafio.”

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições