Atos em apoio à Lava Jato são marcados por orações e defesa de pautas conservadoras

Protestos em favor da Lava Jato e do ministro Sergio Moro aconteceram em pelo menos 70 cidades do Brasil.

fonte: Guiame, com informações da Folha de S. Paulo

Atualizado: Segunda-feira, 1 Julho de 2019 as 11

Em Porto Alegre, homem usa capa com versículo bíblico durante ato. (Foto: Matheus Bazzo)
Em Porto Alegre, homem usa capa com versículo bíblico durante ato. (Foto: Matheus Bazzo)

Manifestações de apoio à Operação Lava Jato, reforma da Previdência e pacote anticrime foram realizadas neste domingo (30) em 26 estados e no Distrito Federal. Até o fim da tarde, ao menos 70 municípios brasileiros participaram dos protestos. 

Os atos também aconteceram em defesa do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e do Ministério Público Federal (MPF), que investiga esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo políticos e empresários.

Usando as cores verde e amarelo, os manifestantes espalhados pelas capitais e principais cidades do interior do país cantaram o hino nacional e realizaram orações, antes ou após as manifestações, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo.

Os atos foram incentivados por movimentos como Nas Ruas, Vem Pra Rua e o Brasil Livre (MBL). 

Além da pauta política, muitos manifestantes usaram cartazes para defender bandeiras conservadoras. Em Salvador, por exemplo, cartazes expostos no Farol da Barra criticavam propostas como a liberação do aborto.  

Críticas também foram feitas ao jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil, que vem publicando, desde o dia 9 de junho, supostas mensagens trocadas pelos procuradores da força-tarefa da Lava Jato.  


Manifestação de apoio à Operação Lava Jato na Avenida Paulista. (Foto: Fabio Tito/G1)

No Sudeste, as manifestações aconteceram em cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. O ato em Curitiba (PR), cidade-sede da Lava Jato e onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cumpre pena na PF (Polícia Federal), foi marcado também por críticas ao STF (Supremo Tribunal Federal).  

Já no Nordeste, os protestos marcaram cidades como São Luís (MA), Maceió (AL), Natal (RN), Recife (PE), Aracaju (SE), Teresina (PI), Fortaleza (CE) e João Pessoa (PB). Na região Norte, ocorreram manifestações em todos os estados. No Centro-Oeste, houve protestos em Cuiabá e em Goiânia. 

No Twitter, o presidente Jair Bolsonaro parabenizou os manifestantes. “Aos que foram às ruas hoje manifestar seus anseios, parabéns mais uma vez pela civilidade. A população brasileira mostrou novamente que tem legitimidade, consciência e responsabilidade para estar incluída cada vez mais nas decisões políticas do nosso Brasil”, escreveu.

O ministro Sergio Moro também usou o Twitter para ressaltar que os atos expressam o anseio da população por pautas do governo, como a reforma da Previdência e o pacote anticrime. “Eu vejo, eu ouço. Lava Jato, projeto anticrime, previdência, reforma, mudança, futuro”, disse.

veja também