Biden diz que alunos são ‘filhos’ dos professores quando estão em sala de aula

Sua fala foi criticada pelo governador de Oklahoma: “Deus deu filhos aos pais, não ao governo”.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: segunda-feira, 2 de maio de 2022 13:46
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. (Foto: The White House)
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. (Foto: The White House)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está enfrentando críticas por sugerir que os filhos não pertencem a seus pais enquanto estão na escola. Sua declaração é feita em um momento em que o papel dos pais na educação está em debate nos EUA.

“Sempre falamos ‘essas crianças’. Mas eles não são filhos de outra pessoa, são nossos filhos. Eles são as cordas de uma pipa que literalmente levanta as nossas ambições nacionais, literalmente”, disse o presidente americano.

Biden reforçou a ideia de que as crianças “são nossos filhos” por diversas vezes em discurso na Casa Branca na quarta-feira (27), durante o Evento Nacional e Estadual de Professores do Ano de 2022.
“Você já me ouviu dizer isso muitas vezes, sobre os ‘nossos filhos’, mas é verdade: eles são todos nossos filhos”, destacou. “E a razão pela qual você é o Professor do Ano é porque você reconhece isso. Eles não são filhos de outra pessoa; eles são como seus [filhos] quando estão na sala de aula.”

As declarações de Biden surgem em um momento em que democratas e republicanos em diferentes estados americanos estão em desacordo sobre o controle dos pais em relação ao que seus filhos aprendem na escola. 

No Twitter, o movimento conservador American Principles Project publicou: “Não, Joe, eles não são 'filhos de outra pessoa'. Eles são NOSSOS filhos.”

O governador republicano de Oklahoma, Kevin Stitt, fez uma crítica semelhante. “Deus deu filhos aos pais – NÃO ao governo”, argumentou. 

O grupo Moms for America também se manifestou: “Não presidente, eles são nossos filhos. Em cada minuto de cada dia. Nunca se esqueça disso.”

Na Flórida, o governador Ron DeSantis assinou uma lei que proíbe aulas sobre identidade de gênero antes da terceira série, em um projeto de lei que foi rotulado pela oposição como "Não diga gay". 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições