Capelão ora com funcionários e passageiros de trem para amenizar medo da Covid-19

O Reino Unido aumentará os serviços de transporte ferroviário a partir de segunda-feira (18) de 50% para 70%.

fonte: Guiame, com informações do Premier

Atualizado: Segunda-feira, 18 Maio de 2020 as 11:38

Capelania ferroviária atua para ajudar pessoas em meio à pandemia no Reino Unido. (Foto: Reprodução/Premier)
Capelania ferroviária atua para ajudar pessoas em meio à pandemia no Reino Unido. (Foto: Reprodução/Premier)

Diretor executivo da Missão Ferroviária, Liam Johnston elogiou a decisão do governo do Reino Unido de aumentar os serviços de trem a partir de segunda-feira (18) de 50% para 70%.

"Obviamente, precisamos começar a fazer as coisas voltarem ao normal, mas de maneira segura", disse o capelão ferroviário.

"As medidas adotadas pela indústria ferroviária realmente ajudaram a garantir a segurança de funcionários e passageiros", afirmou.

Johnston disse que teve de contratar alguns funcionários devido à pandemia de coronavírus e os capelães têm atendido principalmente à indústria ferroviária virtualmente, exceto em circunstâncias extremas, como mortes.

Ele disse que, embora seja uma boa ideia que os serviços de trem aumentem, isso trouxe muitas preocupações à equipe ferroviária.

"A principal preocupação é a ansiedade por pegar o vírus. Tivemos alguns funcionários ferroviários que, infelizmente, perderam suas vidas por esse vírus. Portanto, há alguma preocupação, mas todo mundo está fazendo todo o possível para apoiar as pessoas", explicou.

As companhias orientam os passageiros que viajam de trem que usem máscara e mantenham uma distância de dois metros de outras pessoas sempre que possível.

Os operadores de transporte estão sendo orientados pelo governo a reorganizar, remover ou limitar os assentos "para tentar garantir que o distanciamento social seja observado".

Isso pode incluir o bloqueio de assentos próximo a outros e a remoção de assentos cara a cara.

Johnston disse que acha que a maioria das pessoas ficará bem em cumprir as regras. Ele disse ao Premier que está orando para que a transição para mais serviços de trem seja pacífica.

"Estou orando pela equipe ferroviária em primeiro lugar. Estou orando por sua segurança. Há aqueles que podem aparecer na estação ferroviária que podem ficar frustrados por não conseguirem embarcar, e eu oro para que eles entendam [a situação] e que o público apoie os trabalhadores ferroviários”, diz.

O capelão diz ainda que “estou orando para que esse nível de frustração seja dissipado e que um verdadeiro senso de paz e a calma de Deus esteja sobre a nossa nação neste momento".

A Polícia Britânica de Transportes também terá mais oficiais nas estações de Londres, numa tentativa de controlar as multidões.

veja também