Cid Moreira relata seu encontro com Deus: “Me sentia completamente só e vazio”

O jornalista contou que se entregou a Deus aos 72 anos, no auge da carreira, após buscar um sentido na vida.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 29 Março de 2019 as 11:51

Cid Moreira durante o lançamento da Bíblia na Nova Versão Transformadora. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)
Cid Moreira durante o lançamento da Bíblia na Nova Versão Transformadora. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)

Cid Moreira relembrou o momento de seu verdadeiro encontro com Deus em sua conta no Instagram nesta quarta-feira (27). O jornalista revelou que sua fé foi despertada através do “vazio”.

O jornalista de 91 anos começou falando sobre algumas de suas falhas, para esclarecer que ele não tem “nada de especial” e que não se orgulha de algumas atitudes de seu passado.

“Eu, como todo ser humano, precisaria retornar se tivesse a oportunidade para acertar os desenganos que cometi na vida. Não foram poucos. Magoei muita gente. Cometi erros de julgamento. Fui rápido em apontar e vagaroso em consertar. Isso sem falar no que eu deixei para lá errado mesmo e bate à minha porta de vez em quando”, desabafou.

Moreira disse que teve alguns momentos de busca por Deus em sua vida, mas foi aos 72 anos que ele teve sua maior experiência em seu escritório, no fim de uma tarde de outubro de 2000.

“Já estava me preparando para dormir. Saudável, com conforto material, desejado pela mulheres de todo canto do país. Enfim, famoso! Tudo que alguém pode desejar. E... Me sentindo completamente só e vazio”, afirmou. “Um dor intensa tomou conta do meu corpo. Comecei a chorar e a falar em voz alta com Deus. Chorava de tremer! Queria um sentido para a vida. Sentia uma tremenda solidão”.

Depois de reconhecer sua necessidade de Deus, Moreira se ajoelhou e fez uma oração no tapete do escritório. “Pedi a Ele uma companheira. Pedi a Ele que, se desse tempo ainda, gostaria de fazer alguma coisa em Sua honra. Adormeci”, contou.

“Dia seguinte, recebi um convite para jogar tênis num campeonato master em Fortaleza, Ceará. Duas semanas depois conheci a Fátima lá. Um ano depois começou a gravação da Bíblia na íntegra. Nunca mais deixei de orar todas as noites. Tudo foi fluindo! Às vezes de maneira inacreditável aos olhos humanos”, acrescentou.

Ele destacou que “Deus nos ama e nos aceita integralmente” e se sente prova disso. “Perdi amigos, dinheiro, desmanchei sociedade. Ganhei novos amigos. Nova vida! Estou aqui para contar junto com a minha menina, minha companheirinha, quase 20 anos depois, que Deus existe! Nos ouve e abre as portas do céu para gente! Precisamos crer!”, concluiu.

veja também