Evangelista dinamarquês diz que foi falsamente acusado de contrabando de armas nos EUA

Suspeito de contrabando de armas do México para a América, ele realizava uma escola bíblica na fronteira.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: quarta-feira, 6 de julho de 2022 14:51
Evangelista dinamarquês recebeu asilo nos EUA. (Foto: Torben Søndergaard/Facebook)
Evangelista dinamarquês recebeu asilo nos EUA. (Foto: Torben Søndergaard/Facebook)

O evangelista dinamarquês Torben Søndergaard usou sua página no Facebook para dizer que foi detido pelo Departamento de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos, por suspeita de contrabando de armas do México para a América.

Søndergaard, de 45 anos, diz que está sendo mantido em isolamento no Centro de Detenção do Condado de Baker, na Flórida, vinculado ao Departamento de Imigração e Alfândega.

O pastor e sua família fugiram da Dinamarca em 2019 e receberam asilo político nos EUA, depois de uma série de ataques contra ele e seu ministério no país. Ele é fundador do The Last Reformation, que busca resgatar o cristianismo de Atos.

“Na quinta-feira, eu fui convidado para uma reunião com a Segurança Interna que queria falar sobre meu caso de asilo”, disse Søndergaard no Facebook na segunda-feira (4). “Mas então, de repente, eles disseram que a verdadeira razão pela qual eu estava lá era porque eles foram notificados de que eu estava contrabandeando armas do México para a América, e eu fiquei em choque.”

Ele acrescentou: “Estou morando na Califórnia com minha esposa e filhos e acabamos de terminar uma escola bíblica na fronteira com o México, onde muitos dos nossos ajudantes viajavam do México para a América várias vezes por semana, mas NENHUM deles estava contrabando de armas, e NUNCA tive nada a ver com contrabando de armas. Não sei NADA sobre contrabando de armas.”

Søndergaard diz que ele foi “colocado contra a parede, algemado e levado para uma sala”. Ele relata que, mais tarde, foi “algemado novamente nas mãos e nos pés”.

E contou: “Meu quarto é muito pequeno. Tem 7,13 pés ou 2,3 metros. Estou em isolamento 24 horas por dia, 7 dias por semana, só posso sair meia hora por dia e usar o celular como estou fazendo agora. Caso contrário, não tenho nada lá. O quarto é muito sujo e mofado. Ainda não conversei com o advogado e, na verdade, ainda não sei o que está acontecendo.”

Caso sem esclarecimentos

A CBN News entrou em contato com o Departamento de Segurança Interna dos EUA para obter informações sobre a prisão. Em resposta, o porta-voz Mike Mearas disse que a agência “não comenta sobre nenhuma investigação em andamento”.

Søndergaard diz que durante sua prisão, ele teve a oportunidade de orar por um homem, que foi curado. “Ele começou a chorar e disse: 'Uau, Deus realmente enviou você aqui, porque dois dias atrás eu orei para que Deus enviasse alguém para mim.' Então eu tive um lindo momento com Deus, embora tenha sido terrivelmente difícil”, relatou.

Ele também se lembrou do texto bíblico de Mateus 5:10-12, que diz que “bem-aventurados são os perseguidos por causa da justiça”, e pediu orações. “Por favor, me mantenha em suas orações e ore para que Deus continue trabalhando em mim.”

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições