Ex-soldado retorna ao Afeganistão e resgata cristãos do Talibã

O veterano de guerra resgatou pelo menos 30 pessoas em risco, incluindo cristãos.

Fonte: Guiame, com informações da Fox NewsAtualizado: segunda-feira, 1 de novembro de 2021 13:44
Soldado afegão-americano voltou ao Afeganistão para tentar resgatar sua família do Talibã. (Foto: Fox News)
Soldado afegão-americano voltou ao Afeganistão para tentar resgatar sua família do Talibã. (Foto: Fox News)

Um ex-soldado dos Estados Unidos resgatou pelo menos 30 pessoas em risco, incluindo cristãos, através da fronteira do Afeganistão com o Paquistão. Ele chegou a ser açoitado pelo Talibã por causa de seus esforços — mas isso não apagou seu desejo de voltar.

O ex-sargento americano, que é nativo afegão, foi para o Paquistão há cerca de um mês e cruzou ilegalmente o Afeganistão para resgatar sua família. Seus parentes haviam se escondido ao redor de Cabul depois que o Talibã assumiu o controle do país, temendo que fossem mortos por sua conexão com um sargento dos EUA.

Desde que voltou ao Afeganistão, o ex-soldado disse que resgatou católicos e outros cristãos, bem como as minorias hazara, já que todos se tornaram alvos. “É uma sensação boa tirá-los de lá, salvá-los do Talibã”, disse o veterno à Fox News, que manteve sua identidade anônima.

Ele conta que ajudou uma família de 10 cristãos afegãos a escapar. Além disso, ajudou um casal que se converteu recentemente ao catolicismo e estava “em perigo por causa de sua religião”, relata. “Todos na vizinhança sabiam disso e começaram a delatá-los.”

A família conseguiu cruzar legalmente a fronteira com o Paquistão, já o casal acabou fugindo para um terceiro país.

“No caminho de volta desta região, fui pego pelo Talibã e eles me chicotearam nas costas”, lembra o ex-sargento. “Acho que foram apenas sete vezes, mas se eles soubessem que eu tinha acabado de ajudar uma família católica a sair, teria sido pior. Muito pior.”

Enquanto isso, o Talibã entrou em uma das casas de seus parentes, que foram forçados a fugir. Mas levar sua família de 6 pessoas de Cabul para o Paquistão não era viável, já que teriam que passar por 30 postos de controle do Talibã.


Soldado afegão-americano voltou ao Afeganistão para tentar resgatar sua família do Talibã. (Foto: Fox News)

Depois de sua entrevista para a Fox News, o veterano disse que conseguiu ajudar sua família a escapar, embora não para o Paquistão. No entanto, eles têm 28 dias para garantir uma passagem para fora do país em que estão, ou serão deportados de volta para o Afeganistão.

Desafios crescentes

O sargento foi do Afeganistão para os EUA quando era um adolescente refugiado, poucos dias antes do 11 de setembro. Ele ingressou no Exército americano alguns anos depois e foi enviado de volta ao Afeganistão para lutar na guerra.

Mas seu alistamento colocou em perigo sua família. Logo depois que o sargento foi destacado, o Talibã atirou na casa de sua família e mais tarde bombardeou e destruiu metade dela, disse o veterano. A situação ficou ainda pior depois que o Talibã tomou Cabul.

Sua família continua enfrentando desafios enquanto continua escondida. “Minha sobrinha está extremamente doente”, disse o veterano. “Trouxemos cinco médicos diferentes para vê-la. Ela está recebendo vários tipos de injeções e medicamentos, mas não está melhorando.”

Como muitos outros no Afeganistão, a família está ficando sem mantimentos. “Eles estão com pouca água, pouca comida”, explica. “Até as crianças quase não têm o que comer neste momento”. Ele ainda acrescenta: “Meus amigos que estão vigiando e protegendo minha família, também estão com falta de comida”.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições