Homens pagaram mais de R$ 25 mil em ritual com sacrifício de crianças, no RS

As investigações sobre o esquartejamento de duas crianças no Rio Grande do Sul podem levar à prisão de sete pessoas.

fonte: Guiame, com informações do G1

Atualizado: Segunda-feira, 8 Janeiro de 2018 as 11:53

Casa ou "templo" onde foram realizados os sacrifícios com esquartejamento fica localizada a 30 quilômetros da região metropolitana de Porto Alegre. (Foto: Félix Zucco / Agencia RBS)
Casa ou "templo" onde foram realizados os sacrifícios com esquartejamento fica localizada a 30 quilômetros da região metropolitana de Porto Alegre. (Foto: Félix Zucco / Agencia RBS)

As investigações sobre o esquartejamento de duas crianças em um ritual de magia negra - ocorrido em setembro de 2017 - em Gravataí (RS), já estão perto de serem concluídas pela Polícia local.

Na última sexta-feira (5), o delegado Moacir Fermino confirmou que o ritual foi encomendado a um bruxo por dois homens da cidade do Vale dos Sinos, com o objetivo de "trazer prosperidade". A prática de magia negra que resultou nas mortes das crianças de 8 e 9 anos, teria custado mais de R$ 25 mil.

Na última quinta-feira, o 'Gaúcha ZH' divulgou fotos da casa onde foi realizado o ritual. O imóvel fica em uma estrada de chão no bairro Morungava, afastado do centro do município da Região Metropolitana de Porto Alegre. O portão de acesso e o chão no interior da casa - que parece ser um tipo de templo satânico - têm pentagramas pintados. Até o momento, somente a polícia teve acesso ao local, desde que o local foi descoberto.

A casa fica a cerca de 30 quilômetros de distância do local onde as partes dos corpos das crianças foram encontradas.

Dentro do imóvel, outros objetos reforçam a suspeita de que o local era usado para rituais de magia negra: imagens de demônios, uma bacia com um crânio e cheia de sangue, um altar em tons de vermelho e azul, entre outras coisas.

Quatro dos homens envolvidos no crime já estavam presos, incluindo o líder do grupo que fez os sacrifícios - identificado como "bruxo e mestre" - um de seus seguidores e também um dos homens que teria encomendado o ritual para alcançar "prosperidade imobiliária".


Prisões decretadas

Como as prisões eram temporárias, seus nomes ainda não tinham sido divulgados, mas nesta segunda-feira (8), a Polícia revelou os nomes dos supeitos do crime, que são sete no total. Os outros quatro envolvidos também tiveram suas prisões preventivas decretadas e são considerados foragidos.

Um dos foragidos é argentino e, de acordo com o delegado Moacir Fermino, tem amigos no Rio Grande do Sul. O estrangeiro teria raptado as crianças - que seriam irmãs - no país vizinho em troca de um caminhão roubado.

"Bancos de dados argentinos estão sendo checados para ver se os DNAs das crianças são encontrados. Ofícios já foram enviados a autoridades do país vizinho. Também será verificado se o argentino tem parentesco com os irmãos", disse o delegado.

"Devem ter outras [vítimas de ritual satânico]. Estamos investigando. Isso rende muito dinheiro para eles", acrescentou Fermino.

Segue a lista de nomes dos presos e suas respectivas participações no crime:

Silvio Fernandes Rodrigues, bruxo que fez o ritual;

Jair da Silva, sócio que encomendou o ritual;

Andrei Jorge da Silva, um dos filhos de Jair;

Márcio Miranda Brustolin, o sétimo integrante do ritual. (Conforme o delegado informou, o ritual exigia a participação de sete pessoas para acontecer).

Já os foragidos são: Jorge Adrian Alves, argentino que fez a troca do caminhão roubado pelas crianças no país vizinho;
Anderson da Silva, outro filho do sócio que encomendou o ritual; Paulo Ademir Norbert da Silva, outro sócio do ramo imobiliário.

"O bruxo e os outros presos dizem que não se conhecem, mas temos provas contundentes tanto no papel quanto de testemunhas, de que se conheciam, e também do ritual, com todos ajoelhados. O bruxo falava uma língua estranha, nós acreditamos que seja aramaico", contou o delegado.

Altar no interior do templo tem imagens de demônios, bebidas alcoólicas e caveiras manchadas de vermelho. (Foto: Gaúcha ZH)


Sobre o ritual

Segundo as investigações, este tipo de ritual para conseguir a prosperidade no ramo imobiliário de fato envolve sacrifício de crianças.

"Tudo leva a crer que no templo foi comida carne e tomado sangue", contou Fermino.

Conforme o delegado, "há comprovação de dosagem altíssima de álcool" no garoto que foi sacrificado. Já a menina tinha marcas de perfuração de faca pelo corpo.

"O deus deles, ou demônio Moloch, é especializado em sacrifício de crianças. Ele está com uma criança na mão", descreve Fermino.

Para o ex-satanista, escritor e missionário Daniel Mastral, o uso de crianças em rituais satânicos tem uma forte simbologia.

"Quando se fala em rituais, estamos nos reportando a algo rigoroso, isento de falhas. Como era no Velho Testamento no contexto do Tabernáculo. Tudo tem um significado, uma ordem, e um momento para realizar o rito, que tem como objetivo abrir um canal com as entidades (neste caso das agulhas no menino), e receber delas algum benefício", afirmou Daniel Mastral em uma entrevista anterior, dada com exclusividade ao Guiame.

Mastral revelou ainda que o uso de crianças remonta justamente ao papel da pureza no sacrifício, assim como foi com Cristo na cruz.

"Usar crianças remonta a história. Pois é símbolo de pureza, de inocência. O que por sua vez faz referência a Cristo, que embora, sendo sacrificado na fase adulta, preservava a pureza de uma criança. Com não há adultos, por assim dizer, 'puros', é mais comum usarem as vidas de crianças. Este é o principal pilar que sustenta o uso de crianças em rituais de Magia Negra", acrescentou.

Em um alerta final, o escritor lembrou aos pais que é preciso sempre estar em alerta, tanto no campo físico como espiritual, para combater este tipo de atrocidade.

"Se Deus não guardar a cidade em vão vigia a sentinela. Mas há sentinela, há muros, há sistema de defesa que remetem a prudência. Aconselho os pais, a jamais deixarem seus filhos com estranhos. A checar referências na contratação de babás, a orientar os filhos a nunca aceitar doces de pessoas que ele não conhece (muitas vezes estes doces contém sedativos que facilitam o ato de sequestro)", destacou.

"Em caso de suspeita, chame a polícia. Não exponham fotos de seus filhos em Orkut, nem dados de sua vida privada, isso são medidas de prudência. Acima de tudo, claro, orar, buscar a face de Deus e pedir a Ele a proteção majoritária. Os Anjos do Senhor se acampam ao redor dos justos. Lembrando que apenas um Anjo derrotou todo um exército, de mais de 185.000 homens! E são estes que estão ao nosso lado. Mas, isso é para os justos! A oração do justo tem poder. Do justo! Você é justo? Leia o texto de Ezequiel 18:5-9 e veja se sua vida se enquadra nestes preceitos. Se não estiver, em nada servirão suas súplicas. Serão meros sons... Jesus está voltando. Você está preparado?", finalizou.

veja também