Jovens se unem para orar por estudantes antes da prova do Enem

Grupos de voluntários se uniram para oferecer orações, abraços e até mesmo kits para estudantes que fizeram as provas do Enem.

fonte: Guiame, com informações do G1

Atualizado: Segunda-feira, 4 Novembro de 2019 as 2:06

Os voluntários Matheus de Castro, Liliana Lima, Isabela Patrício, Marcos Vinicius e Vanessa Mendonça. (Foto: José Leomar/Sistema Verdes Mares)
Os voluntários Matheus de Castro, Liliana Lima, Isabela Patrício, Marcos Vinicius e Vanessa Mendonça. (Foto: José Leomar/Sistema Verdes Mares)

Grupos de jovens cristãos chegaram cedo nos locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para oferecer apoio e orações aos estudantes no último domingo (3).

Em Fortaleza, cinco jovens da igreja Comunidade das Nações ficaram nos portões da Universidade Estadual do Ceará (Uece) para acolher e motivar os candidatos.

Segundo Liliana Lima, de 22 anos, há candidatos que não têm apoio de familiares e se sentem em paz após receberem um abraço e uma oração. Ela já pratica a ação há três anos.

“Geralmente quando as pessoas veem os cartazes, elas vêm até a gente e já nos abraçam. É algo meio instantâneo. Pedem oração. É surpreendente, porque a gente não espera essa reação, geralmente as pessoas são mais arredias”, disse Liliana ao G1.

Já Marcos Vinicius, 23 anos, foi motivado pelos colegas da igreja. “Muitas pessoas não têm o apoio de ninguém, e eu entendi que alguém orou por mim para que eu estivesse aqui hoje. A gente sabe que orar é um gesto de carinho para quem está precisando”, disse.

No centro de Macapá, um grupo de 10 voluntários ofereceram orações para os estudantes que chegavam no Colégio Amapaense. Mesmo sendo de diferentes igrejas, eles resolveram se unir para apoiar os alunos e “aliviar a pressão” do Enem.


Grupo oferece orações para estudantes que chegam para o 1º dia de prova do Enem em Macapá. (Foto: Rafaela Bittencourt/Rede Amazônica)

“Esse é um momento decisivo na vida de muita gente. Alguns jovens começaram a nos pedir oração na igreja, e a gente percebeu que é uma necessidade de muitos deles. Então viemos para as escolas, no dia da prova, para que eles possam se sentir acolhidos, dando essa palavra amiga, uma oração que alivia a tensão do dia”, disse a empresária Silvia Letícia Martins, de 28 anos.

O grupo apoiou os estudantes não apenas com oração, mas também doando 140 kits com água mineral, caneta e chocolate. Eles se dividiram para atender estudantes em duas escolas do centro de Macapá.

Cerca de 5.095.308 estudantes foram inscritos para as provas da primeira fase do Enem, em todo o país. No primeiro dia de prova, foram aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e a Redação Dissertativa Argumentativa.

veja também