Mais de 412 mil pessoas estão recuperadas do coronavírus no Brasil

Enquanto 432.060 pessoas ainda estão sendo acompanhadas enquanto se recuperam do coronavírus, 412.252 já se recuperaram.

fonte: Guiame, com informações do Ministério da Saúde / Johns Hopkins

Atualizado: Terça-feira, 16 Junho de 2020 as 10:30

Funcionária da Cruz Vermelha realiza teste drive-thru de coronavírus em Brasília. (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)
Funcionária da Cruz Vermelha realiza teste drive-thru de coronavírus em Brasília. (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

Na última segunda-feira (15), o Ministério da Saúde atualizou seus registros com relação à pandemia do coronavírus no Brasil e apontou que o número de recuperados já está bem próximo do de pessoas em acompanhamento.

Enquanto 432.060 pessoas ainda estão sendo acompanhadas enquanto se recuperam do coronavírus, 412.252 já se recuperaram.

Além disso, o site oficial do Ministério da Saúde para acompanhamento da pandemia também informou que o número de novos casos por data de notificação é de 20.647.

Com relação ao registro de óbitos, os registros ainda indicam que há 43.959 casos acumulados e 627 casos novos por data de notificação.

Fazendo as contas

Os casos acumulados de contágio no total somam 888.271. Apesar dos números de óbitos e infecções serem um tanto alarmantes, no caso do Brasil, é necessário considerar o tamanho de seu vasto território e também sua grande população.

Atualmente com cerca de 209 milhões de habitantes, o Brasil tem uma população equivalente à soma de quatro países europeus, colocados entre os mais populosos do continente, como Itália (60 milhões de habitantes), França (65 milhões), Espanha (45 milhões) e Noruega (38 milhões).

Se comparados aos seus respectivos números populacionais, a proporção de registros de óbitos desses países europeus se torna significativamente maior que a do Brasil, como registrou a Universidade Johns Hopkins, apontando que a Itália registrou 177.010, a França teve 73.168 óbitos, a Espanha teve 150.376 e a Noruega: 8.138. A soma desses números ultrapassa 408 mil mortes - quase 10 vezes mais que o Brasil.

veja também