Marcela Taís alerta sobre divisão política nas igrejas: “Vamos focar no que importa”

A cantora Marcela Taís incentivou os jovens deixar de lado as discussões políticas e focar em temas mais urgentes, como o abuso sexual infantil.

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 16 Outubro de 2019 as 1:23

A cantora Marcela Taís falou sobre divisão política nas igrejas em um vídeo. (Foto: Reprodução/Instagram)
A cantora Marcela Taís falou sobre divisão política nas igrejas em um vídeo. (Foto: Reprodução/Instagram)

A causa da proteção à criança tem aproximado a cantora Marcela Taís da discussão de políticas públicas relacionadas ao abuso sexual e pedofilia. Depois de ver a imagem de um recém-nascido sendo abusado por um pedófilo, ela foi impulsionada a publicar um vídeo sobre o assunto nesta terça-feira (15).

“Precisamos falar de forma mais madura do que realmente importa. Os jovens buscam causas, isso é normal. Mas cuidado se a causa que você está buscando não está desfocada da realidade. Informe-se mais. Não seja influenciado pelo que o coletivo está pensando”, disse a cantora em um vídeo publicado no Instagram.

Morando atualmente em Brasília, Marcela conta que passou a participar de reuniões no Congresso Nacional para “fiscalizar” o governo e checar as informação de perto. Diante do que tem visto, ela alertou os jovens a não brigar por ideologias políticas.

“Nós estamos muito desfocados. Nós estamos brigando por partidos políticos. Jovem, pelo que você tem lutado? Talvez a ideologia que você está achando legal é a que está usando certos temas para desfocar outros. Eu também não concordo com várias coisas do presidente atual do Brasil. Mas tem hora que a gente simplesmente pega a causa que é mais importante e a gente foca nela”, disse a artista.

Marcela afirmou que está feliz com os projetos que estão em pauta no governo de Jair Bolsonaro, relacionados à proteção infantil.

“Eu estava fiscalizando os tempos passados, e os tempos novos estão favoráveis”, observa. “Esse cheiro, esse fedor de injustiça com as nossas crianças, tem subido há muitos anos nas narinas de Deus. E Deus está levantando sim, dentro desse governo atual, muitas pessoas que estão trabalhando muito”.

A cantora enfatizou que os cristãos devem “focar no que realmente importa”. “Não é política, não é partido, são as causas que se Jesus estivesse aqui hoje, também estaria defendendo. Por que na Bíblia há tantos relatos de pessoas sendo curadas? Porque Jesus era inclusivo. Ele queria curar, incluir os deficientes físicos, Ele queria os frágeis”, disse ela.

“Jesus não te chamou para defender partido político, esquerda ou direita. Se você não está feliz com alguma coisa do governo, comece a fazer a sua parte”, acrescentou a cantora. “Conheça, se envolva. Não é pecado se envolver com política, é pecado se corromper por ela”.

veja também