Mulher que se declara como homem será registrada como "pai" de sua filha, nos EUA

Myles Brady Davis entrou em uma batalha judicial para poder ser registrada como 'pai' de sua filha e foi autorizada pelo Estado de Illinois.

fonte: Guiame, com informações do Chicago Tribune

Atualizado: Quinta-feira, 16 Janeiro de 2020 as 11:25

Myles Brady Davis é transgênero e entrou em uma batalha judicial para ser registrada como "pai" da filha a quem ela mesma deu à luz. (Foto: Windy City Times)
Myles Brady Davis é transgênero e entrou em uma batalha judicial para ser registrada como "pai" da filha a quem ela mesma deu à luz. (Foto: Windy City Times)

Uma mulher que passou a se identificar como homem e deu à luz um bebê em dezembro será listada como “pai” na certidão de nascimento da filha, após uma decisão marcante do estado de Illinois (EUA).

O Estado originalmente havia decidido que Myles Brady Davis seria listado como mãe porque era ela a gestante. Porém Myles se identifica como homem.

Então o escritório de advocacia ‘Lambda Legal’ enviou uma carta ao Departamento de Saúde Pública de Illinois em nome de Myles, e o estado mudou seu posicionamento. Apesar de ter nascido mulher e ter carregado a bebê em seu útero, Myles será registrada como pai, conforme nova decisão do estado de Illinois.

"Sinto-me tão aliviado", disse Myles ao Chicago Tribune. "Passei por dois anos de (fertilização in vitro) e nove meses de uma gravidez muito difícil, para ser mal interpretada no final. Isso realmente estava partindo meu coração”.

Já o parceiro de Myles, Precious Brady Davis, nasceu homem, mas atualmente se identifica como mulher. Precious será registrado como mãe da criança. Ambos são bem conhecidos na comunidade LGBT. Precious foi destaque no programa “Say Yes to the Dress” (“Diga Sim ao Vestido”), da emissora TLC.

O casal engravidou por fertilização in vitro, usando óvulos de Myles e espermatozóides de Precious, de acordo com o Tribune. A bebê deles recebeu o nome de Zayn.

"Eu literalmente flutuei nas nuvens", disse Myles ao jornal. "Não consigo parar de segurar meu bebê. Não consigo parar de encará-la. É uma sensação tão boa”.

"Mal posso esperar para contar à minha filha a história de como obtivemos sua certidão de nascimento", disse Myles. “Que Precious e eu fomos os primeiros a chamar a atenção (do Estado), e como o Estado estava nos apoiando, e como eles estão mudando sua política, e que o estado de Illinois está atrás de todos os seus cidadãos e respeitos a humanidade deles ”.

“Não faz sentido”

Não é de hoje que médicos têm apontado o quão incoerente é a ideologia de gênero, que doutrina pessoas, fazendo-as acreditar que podem simplesmente “optar pelo gênero que quiserem”, desprezando assim a própria ciência.

Em entrevista concedida em 2016, o renomado neurocirurgião norte-americano Ben Carson destacou essas incongruências.

“Eu disse que é uma tolice nos lançarmos contra algo que nós sabemos por milhares de anos. Nós soubemos o que era uma mulher e um homem por milhares de anos. Subitamente, já não sabemos mais o que eles são. Eu disse que isso é um absurdo”, disse em entrevista a uma emissora dos EUA, quando questionado sobre sua oposição à ideologia de gênero.

Clique no vídeo abaixo para conferir a entrevista completa, com legendas:

veja também