Pastor inspira jogadores brasileiros em time no Japão: “Entendemos o ide”

O pastor Rodrigo Salvitti, fisioterapeuta do clube japonês Kashima Antlers, contou ao Guiame como tem inspirado jogadores com os princípios da palavra de Deus.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Segunda-feira, 20 Maio de 2019 as 4:35

Não há fronteiras para expressar os valores e princípios do Reino de Deus. Com essa visão, o pastor e fisioterapeuta Rodrigo Salvitti tem inspirado jogadores brasileiros que atuam no Japão a viver a mensagem do Evangelho em todos os contextos da vida.

Rodrigo faz parte da equipe técnica do Kashima Antlers, que já conquistou outro títulos J-League e ganhou o posto de maior vencedor do campeonato japonês. A profissão levou Rodrigo e sua esposa, Adriane, para países como Rússia, Grécia, Chipre e Inglaterra. Em todos os lugares, o casal foi movido pela mesma missão: levar o Evangelho para as nações e transformar vidas.

Hoje, no Japão, o casal lidera a Igreja Apostólica Restaurando Nações (IARN) em Ibaraki e tem discipulado principalmente os brasileiros que vivem no país.

“Todos os lugares onde fomos, nós entendemos o ‘ide’. Esse é o propósito. Sabemos que precisamos trabalhar e fazer o melhor na nossa área, mas existe uma coisa que é chamado de todos: ide e pregai o Evangelho”, disse Rodrigo em entrevista ao Guiame, fazendo referência ao versículo de Marcos 16:15.


Rodrigo Salvitti, fisioterapeuta do time japonês Kashima Antlers. (Foto: Reprodução/Facebook)

Para Rodrigo, passar os ensinamentos de Jesus não é levar uma religião para o mundo do futebol, mas inspirar os atletas com princípios e valores. “Quando você entende isso, começa a viver de uma maneira diferente. Não há como ter vida sem os valores e princípios de Deus”, destaca.

Um dos jogadores que se aprofundaram em Deus através do pastor é o atacante Serginho. “Eu não vim para cá à toa. No momento em que cheguei já conheci o Rodrigo e sabia que eu queria conhecer mais a Deus. Eu estou nesse momento que eu quero aprender mais sobre Ele”, disse ele ao Guiame.


Serginho Soler, atacante do clube japonês Kashima Antlers. (Foto: Reprodução/Facebook)

Serginho acredita que jogar no Japão ao lado de pessoas que o inspiram a buscar a Deus faz parte de um propósito divino. “São pessoas focadas no trabalho e na igreja — porque no Japão falta isso, falta temor a Deus, acreditar mais em Deus. Eu vim para cá aprender mais da Palavra e tentar passar o máximo aos outros, porque é um país que precisa muito da Palavra de Deus”.

O atacante Leandro precisou da força dos companheiros cristãos quando enfrentou uma fase difícil, em 2018. Ele passou por cirurgias nos dois joelhos e conseguiu voltar a jogar com o mesmo nível de qualidade, depois de se recuperar com a ajuda de Rodrigo, citado por ele como “um instrumento de Deus”.

“Todas as vezes que possamos por uma situação de turbulência, serve como aprendizado e crescimento — tanto como homem e pai de família quanto no lado espiritual. Eu pude viver não como Jó, mas em uma situação particular eu tive que ter a fé de Jó, porque não é normal ver um atleta operar os dois joelhos de uma vez, vindo de uma sequência boa. Eu tive que ter uma fé muito grande, crendo que eu ia voltar a jogar no mesmo nível que eu estava. Foi um momento difícil, mas de um crescimento muito grande”.


Atacante Leandro vestindo a camisa do Kashima Antlers. (Foto: Reprodução/Facebook)

Além de jogador de futebol, Leandro é ministro de louvor. “Sempre nos clubes que eu passei, desde que eu voltei para Jesus, eu exerci esse chamado. Foi isso o que Ele me escolheu para fazer”, afirma.

O zagueiro Bueno acredita todo cristão no Japão enfrenta dificuldades e alegrias. “São fases. Tem a fase difícil, querendo ou não é um país que não é apegado a Deus, não tem tanta fé como a gente. Mas às vezes não, porque temos pessoas como o pastor Rodrigo, que nos instrui todos os dias e isso nos edifica bastante”, disse o jogador.

“Os japoneses têm a cultura deles, mas estamos aqui por um propósito. Eu creio que o nosso propósito é ‘abrir os olhos’ espirituais deles e, com o máximo que puder, passar a Palavra para os japoneses. Eles são carentes disso, eles também precisam de uma palavra do amor de Deus”, acrescentou Bueno. “Eu quero que Deus use minha vida e venho buscando isso, me entregando à Palavra de coração aberto”.


Bueno, zagueiro do clube japonês Kashima Antlers. (Foto: League Photos)

Para Rodrigo, ver o destino de brasileiros se unir no Japão não é coincidência. “Deus trabalha com propósito. Deus trouxe cada um deles aqui com o propósito de realmente mostrar o amor de Cristo e ver essas vidas com vida em abundância. Quando temos o entendimento da vida em abundância, vivemos a transformação de Cristo. Os propósitos de cada um de nós se unem em um só. Eu fico muito feliz de fazer parte da missão de Deus aqui”, disse o pastor.

veja também