Trump recebe oração de pastor em dia marcado por intercessão de igrejas

O presidente americano Donald Trump recebeu uma oração do pastor David Platt, durante um culto em igreja na Virgínia.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Segunda-feira, 3 Junho de 2019 as 10:02

Presidente dos EUA, Donald Trump, recebe oração do pastor David Platt na McLean Bible Church na Virgínia. (Foto: AFP/Jim Watson)
Presidente dos EUA, Donald Trump, recebe oração do pastor David Platt na McLean Bible Church na Virgínia. (Foto: AFP/Jim Watson)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu uma oração do pastor David Platt neste domingo (2), durante um culto na Mclean Bible Church, em Vienna, no estado da Virgínia.

“Precisamos da Tua graça, precisamos da Tua ajuda, precisamos da Tua sabedoria no nosso país”, orou Platt, segurando a Bíblia com uma mão colocando a outra sobre as costas de Trump. “Nos levantamos agora, em nome do nosso presidente, e oramos por Tua graça, misericórdia e sabedoria sobre ele”.

“Deus, nós oramos para que ele saiba o quanto Você o ama”, continuou. “Que ele se apoie em Ti, que ele governe e tome decisões que sejam boas para a justiça, para a retidão e para a equidade”.

“Senhor, nós oramos para que Tu dês a ele toda a graça que ele precisa para governar como vemos em 1 Timóteo 2, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade”, completou o pastor.

O pastor também orou por todas as autoridades americanas a níveis estadual e nacional. “Deus, dê a ele sabedoria e o ajude a liderar nosso país, junto com outros líderes”, orou.

Trump saiu sem fazer discurso e disse “obrigado” enquanto acenava para o público.

Segundo a Casa Branca, Trump visitou a igreja McLean Bible “para visitar o pastor e orar pelas vítimas e pela comunidade de Virginia Beach”. Na sexta-feira (31), um homem armado matou 12 colegas de trabalho em um prédio governamental na cidade da costa leste dos EUA.

Domingo também foi o “Dia Especial de Oração pelo Presidente”, liderado pelo evangelista Franklin Graham. Mais de 300 líderes cristãos assinaram uma declaração em apoio ao movimento de oração por Trump.

No sábado (1), Trump agradeceu a Graham pela iniciativa em um post no Twitter: “Obrigado, Franklin”.

Em entrevista ao The Christian Post, Graham explicou que o dia especial de oração não era um evento partidário.

“Minha oração não é um selo de apoio ao presidente. É apenas para pedir a Deus que lhe dê sabedoria, porque se ele tomar boas decisões, é bom para todos nós. Se ele tomar decisões ruins, é ruim para todos nós. Independentemente de sermos republicanos, democratas ou independentes, vamos apenas pedir a Deus para guiá-lo e direcioná-lo enquanto toma decisões que afetam nossas vidas”, afirmou.

Graham também disse que o movimento de oração está ligado ao debate sobre o possível impeachment de Trump. Se os adversários políticos de Trump forem bem-sucedidos, segundo o evangelista, “isso pode levar a uma guerra civil”.

veja também