Venezuela, Irã e Hezbollah querem interferir nas eleições do Brasil

A informação foi dada em um documento oficial direcionado ao secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

fonte: Guiame, com informações da Veja

Atualizado: Segunda-feira, 22 Outubro de 2018 as 1:42

Jair Bolsonaro (PSL) durante campanha eleitoral no Mercadão de Madureira, no Rio de Janeiro. (Foto: Mauro Pimentel/AFP)
Jair Bolsonaro (PSL) durante campanha eleitoral no Mercadão de Madureira, no Rio de Janeiro. (Foto: Mauro Pimentel/AFP)

Grupos da Venezuela, Irã e Hezbollah, podem estar se intrometendo nas eleições presidenciais no Brasil, segundo uma carta redigida pelo deputado republicano Dana Rohrabacher na última sexta-feira (19).

O documento foi direcionado ao secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, que é ex-diretor da CIA. No texto, Rohrabacher pediu pela “segurança dos candidatos e integridade do processo eleitoral”.

“Eu escrevo para chamar sua atenção aos relatórios que eu recebi que grupos e países, incluindo Venezuela, Irã e Hezbollah, podem estar se intrometendo nas eleições presidenciais no Brasil”, alertou o congressista.

Ele também mencionou o atentado a faca sofrido por Jair Bolsonaro (PSL) em Juiz de Fora, em campanha eleitoral no primeiro turno. “Felizmente, ele sobreviveu ao ataque e irá concorrer ao segundo turno das eleições”, diz a carta.

Rohrabacher fez um apelo “para garantir que as próximas eleições no Brasil sejam livres e justas e que todas as precauções de segurança necessárias para os candidatos sejam colocadas em prática”.

Com a carta em mãos, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL) comentou a denúncia durante uma transmissão ao vivo pelo Facebook na tarde deste sábado (20).

“Há riscos, inclusive envolvendo a integridade física — cito o Jair Bolsonaro. Essa gente sabe do que está falando. Eles estão monitorando todas essa tropa de terroristas e comunistas. Eles têm informações privilegiadas. Não é teoria da conspiração, é um documento oficial”, afirmou.

Confira a carta na íntegra (em inglês):

 

veja também