Análise: Casting Crowns - Until the While World Hears

Análise: Casting Crowns - Until the While World Hears

Atualizado: Quarta-feira, 21 Março de 2012 as 10:02

Sony Music
Analisado em Novembro 2010

Músicas: Until the Whole World Hears/ If we're ever needed You/ Always Enough/ Joyful, Joyful/ At Your feet/ Glorious Day/ Holy One/ To know You/ Mercy/ Jesus, Hold me Now/ Blessed Redeemer/ Shadow of Your Wings 
Poucos grupos têm despertado atenções e elogios tão rapidamente quanto Casting Crowns. Começando como uma banda humilde de adoração da igreja de Daytona Beach, Flórida, a banda se tornou uma das mais conhecidas na música cristã em poucos anos de existência.

Mark Hall diz: "Musicalmente, o nosso objetivo não é dividir átomos ou abrir novos caminhos. Existe muita gente pra fazer isso. Sendo que eu também sou um pastor de jovens, a música uma maneira de servir a Deus e trazer esses jovens a Deus. Então, quando nós estamos tentando descobrir o que vamos dizer, nós estamos tentando criar uma atmosfera musical que não prejudica a mensagem. Eu acho que há uma abundância de letras grandes mundo afora, mas a música chama tanto a atenção para si mesmo que a mensagem se perde."

Quase tudo é o mesmo desta vez. Fazem parte da mesma gravadora, mesmo produtor, mesmos temas líricos, e a mesma formação da banda - com exceção de um novo baterista, com a saída de Andy Williams, no lugar agora temos Brian Scoggins. Nas letras das canções deste trabalho você não encontrará letras de repreensão como estamos acostumados a ouvir, ao invés disso o álbum é recheado de humildade, cada canção é pessoal.
A faixa-título “Until the whole world hears” é a melhor do CD, com um driver poderoso na abertura, canção mais pra frente, com muitos riffs na sequência das estrofes e no coro as aberturas que estamos acostumados a ouvir de Casting. A letra diz para nos prepararmos e brilharmos, deixarmos a luz de Cristo aparecer em nós. “If we’ve ever needed You” segue a tendência Casting com piano, pads ao fundo e os riffs de guitarra. Canção de dependência, onde suplicamos a Deus em momentos de terrível crise para que o Senhor esteja conosco mais do que nunca.

“Always Enough” é uma canção que ganhou versão já aqui no Brasil, com o Ministério Além do Véu, bem worship esta música. Com o som do piano levando a canção, e a guitarra bem ao fundo. No coro as intervenções das vocalistas com duetos. Muito bom mesmo.

"Joyful, Joyful" traz a reformulação de um cântico clássico, a banda criou um coro novo e reorganizando a estrutura da canção. Já na abertura ouvimos o som de pads de cordas, muito bem executado, saindo um pouco do piano na intro, mas na estrofe já voltamos a ouvir o som do piano e depois a banda inteira entra com os arranjos de cordas, bem diferente do original.

"At Your Feet", escrita por Hall e Jason Ingram, é uma bela canção de entrega e satisfação. Ouça com atenção, é também a estréia de Juan e Hector cantando no álbum. O CD segue com canções como: quase toda a via a mesma fórmula: uma introdução de piano solo, seguido pela voz suave do vocalista Mark Hall, juntando-se, com a canção lentamente construindo com a participação de todos os instrumentos. “Glorious Day” Apenas levante suas mãos e agradeça a Deus pelo que Ele fez por você e ponto. Uma canção de louvor sobre como Jesus veio para salvar aqueles que estão na escuridão, como Ele se levantou, e como Ele está voltando ... O Glorioso Dia!

O playlist da banda ganha com “Holy One” um rock adulto pesado e contemporâneo diferente de todo o CD e dos trabalhos anteriores da banda. Uma mudança muito bem vinda, já que o que ouvimos no CD é uma sequência bem homogênea sem muitas diferenças de uma música pra outra, com riffs de guitarra, rápida, rock puro.Todas as canções deste álbum com certeza são canções que facilmente podem ser trabalhadas nas igrejas ao redor do mundo.
“To Know You” totalmente Casting Crowns, o piano abrindo a canção com Mark solando, no coro ganha segunda voz feminina, pads de cordas, riffs de guitarra pra anunciar a próxima estrofe e toda a banda vem marcando a canção. O interessante deste álbum é que você vai passar 50 minutos adorando a Deus com canções até que podem ser parecidas uma com as outras, mas é um CD com excelentes canções, melodias interessantes

Vamos dar destaque a estas duas canções que não estão na ordem mas foram as que me chamaram a atenção, são elas: “Mercy” ganha o solo feminino de Megan, ganha um frescor novo deixando Mark um pouco e abrindo espaço para a criatividade que é característica do grupo, canção que fala claramente sobre a misericórdia do nosso Criador para conosco e “Blessed Redeemer” quem contribui com o vocal é Melodee muito bem trabalhado, solos de violino, o violão é usado, riffs de guitarra e o som do piano contribuem como pano de fundo para esta canção Redentor Abençoado. No final da canção ouve-se como se fosse ao vivo, com muitas vozes acompanhando a canção.

“Jesus, Hold Me Now” segue o que já ouvimos nas canções anteriores, o curioso desta canção são os versos que foram extraídos do segundo álbum a canção “The Prodigal”, deram-lhe um novo coro e nova melodia. Para aqueles que não conhecem podem dizer que é uma canção escrita do zero, mas não é uma canção em cima de outra canção. E em um dos finais mais inesperados para um álbum contemporâneo, a banda explode em um jam rock-n-roll "Shadow Of Your Wings", ficou diferente para o que Casting Crowns canta, fugiu bem da característica do grupo. Mas é sempre bom ouvir nuances diferentes em um CD.


Por: Alex Eduardo, administrador do Casa Gospel.com, compositor e tecladista.

veja também