Análise do álbum 'You are Love' - Darlene Zchech

Análise do álbum 'You are Love' - Darlene Zchech

Atualizado: Sexta-feira, 1 Fevereiro de 2013 as 12:40

Darlene Zchech conhecida em todo o mundo através do período de 20 anos em que pastoreou e liderou o Hillsong Music Australia uma das mais proeminentes contribuintes da música cristã em todo o mundo, este CD celebra de fato sua carreira como solo, nos anteriores ela ainda fazia parte do grupo de louvor do Hillsong, trabalho lançado em 2011 o álbum "You are Love" "Você é Amor" com produção musical dividida com alguns produtores conceituadíssimos no mercado internacional como Paul Mabury (Hillsong), Pete Kipley (MercyMe), Ryan Taubert e Josh Telford. Álbum composto por 11 faixas gravadas no famoso estúdio The Grove na Austrália. Aqui no Brasil este álbum foi lançado pela Sony Music.

 
Abrimos a análise com violinos e a "Under Grace" "Sob a Graça" composta por Darlene Zschech e produzida por Peter Kipley, vem numa levada suave no início com cordas em toda a levada da música, alguns loops e a bateria completam e preenchem a música. O som distorcido da guitarra comumente em rock está aqui em algumas partes da música mais pra encher a melodia. Não é um rock and roll, mas Darlene não está preocupada com o som grandioso dos tambores e com o trabalho da guitarra para criar uma faixa de abertura grandiosa com um refrão melódico. Ficou bem clean a música mesmo com estas guitarras. Na letra incorpora o propósito da cruz, Jesus, pela graça que cobre o nosso pecado. Com letra que descreve Sua misericórdia e Seu amor. "Linda Misericórdia, chegou pra resgatar minha alma. Quem na cruz, quando o amor veio para cobrir tudo".
 
"Save me" "Me Salvando" composta por Michael Gungor, Israel Houghton e Darlene, produzida pelo excelente Israel Houghton, traz um pop com levada, o piano na intro e algumas aparições no decorrer da música dão o destaque nesta, a guitarra aqui também não fica de fora nas notas mais cabeça ela está presente. As crianças participam desta música. É uma exaltação contemporânea do amor salvador de Cristo. Beleza em vez de cinzas é a promessa que se segue, quando a Palavra de Deus nascer em nossos corações quando ouvimos o som da salvação. Você conhece o velho ditado, rir é contagioso? Bem, essa música é certamente cativante!
 
Passando agora para a faixa-título "You are Love" "Você é amor", uma balada, simplesmente começa com um piano bem aberto som vazando bem massa, composição de Darlene sobre o que Deus tem feito por nós. Os vocais de Darlene desde a primeira estrofe e vai seguindo até o refrão são impressionantes, quanto sentimento ela colocou nesta, realmente ao longo dos anos vem melhorando. O nome do álbum realmente faz jus ao que seria de esperar que entregar. Na letra revela como Deus é atraído pelo coração partido e os que vêm à Sua presença receber receber. Produzida e arranjada pela própria Darlene, Marty Sampson e Josh Telford.
 
Esta faixa começa como que não querendo aparecer muito, mas o piano e a levada um pouco embalada, o baixo conduzindo e os riffs de guitarra completam a "We are Your people" "Nós somos o Seu povo" composta produzida e arranjada pela própria Darlene, na produção contou com a ajuda de Ben Whincop, David Holmes e Andy Mak. A voz de Darlene muito firme, a mensagem da música que chama os fiéis a levar o nome de Jesus no amor, na cura e na graça, ela como ministra do evangelho incluiu esta pra demonstrar a importância de anunciar a Cristo.
 
A qualidade vocal de Darlene também pode ser ouvida nesta faixa mais lenta com o piano e loops de bateria conduzindo na primeira estrofe, depois um nipe de cordas entra e deixa a "I Will Wait" "Vou esperar" mais linda de como quando começou, composta por Darlene Zschech e Israel Houghton, produzida por Darlene Zschech e Israel Houghton. Linda melodia e letra então nem se fala. Um trecho "Ainda que as tempestades possam se enfurecer em torno de mim, em Ti descansarei minh'alma, Senhor, eu Te amo mais do que a própria vida, isso eu sei. "Beautiful" "Lindo" é uma daquelas canções que você vê que Darlene abre seu coração e alma para que todos possamos desfrutar e que que é esse piano produzido por Darlene Zschech, Marty Sampson e Josh Telford? Ela canta sobre como Deus é lindo e belo. O amor que vence todo o medo e dúvida e cria nova vida e esperança em nosso espírito. Nos leva à meditação profunda.
 
"Hope for Humanity" "Esperança para a Humanidade" declara o poder do Seu nome "Jesus, salvador, Emanuel, curador, só você é a esperança para a humanidade". Produzida por Israel Houghton e Ryan Talbert. Musicalmente no começo deu uma levada diferente do que ouvimos no álbum que Darlene podemos chamá-la de pop do início ao fim com um som mais clean. Aqui na estrofe ganhou uma batida diferente que você até mexe os ombros. O piano desta música é fora de séries, pirei muito! O interlúdio pra entrar na ponte é muito doido de bom! A ponte da música com um coro é o que faltava no álbum pra deixar Darlene com um álbum completo, um grande vocal lembra até um pouco coral.
 
A próxima composição de Darlene Zschech "Faithful" "Fiel" e produzida por ela mesmo com Ben Whincop. Os interlúdios com esta ideia de um solo melódico na guitarra, a bateria arrastada, o baixo marcando e mostrando que mesmo com notas mais simples consegue chamar a atenção pra si. O backing vem bem aberto aqui. Na letra conferimos que Ele é fiel e justo para fornecer tudo o que precisamos. Seja qual for a situação pode chamar Deus que Ele estará lá por nós. A ponte com cordas e o piano completando, alguns arranjos vocais de Darlene conduzindo deixam esta com uma das canções mais sentimentais, falar da fidelidade de Deus é encorajador.
 
Diferentes instrumentos e timbres são usados ao longo de todo o álbum, mas nenhuma trouxe o violão como a canção produzida por Josh Telford, "Cry Of The Broken" algo como "Grito do Quebrantado" composta por Darlene. Ao decorrer da canção os pads e synts ao fundo continuam formando a cama da música que é mais prá tras não tem muitos elementos, e o violão vai seguindo do início ao fim. A letra tipo "Senhor eu venho, Senhor eu Te agradeço por Seu amor, Por sua graça divina... Você deu tudo, o maior sacrifício, você foi ferido por toda a minha vergonha..." e assim vai seguindo a letra, uma canção pra quem está quebrantado diante do que tudo o que Deus fez por nos amar.
 
O álbum fecha com "Face to Face" "Cara a Cara", que tem participação especial de Barry Southgate com uma voz mais aberta e aguda gostei muito do que ouvi, o dueto ficou muito bom a harmonia é poderosa a letra então que é composição de Darlene Zschech "Você me amou em vida e tudo o que é plenitude agora eu sei que eu sou seu pra sempre, e você é meu". A produção musical ficou por conta de Paul Maybury. O piano abre na intro, o baixo marcando na segunda estrofe, um cello acompanha o baixo e Barry, lindo! Temos uma faixa bônus no álbum que é novamente a Under Grace como Australian Mix o piano se destacando mais, e a cozinha vindo um pouco depois do que foi apresentado na abertura do álbum, ambas ficaram excelentes, aqui está mais prá traz mais no chão, clean e calma.
 
Estou tão impressionado com este álbum, Darlene consegue muito bem fazer isso comigo a cada álbum solo lançado, ela é muito boa, qualidade e tudo o mais nada deixa passar, as composições, as pessoas que ela chama pra ajudá-la, a colaboração dos produtores musicais.
 
 
por Alex Eduardo
casagospel.com

veja também