Análise: Leeland - 'Opposite Way'

Análise: Leeland - 'Opposite Way'

Atualizado: Quarta-feira, 21 Março de 2012 as 10:26

BV Music
Analisado em Novembro 2009
Músicas: Count In Me/ Let It Out Now/ Enter This Temple/ Opposite Way/ Wake Up/ Beginning And The End/ Brighter Days/ Falling For You/ Don't Go Away/ Thief In The Night/ May Our Praise

Leeland começou há pouco tempo e já neste CD que foi o 2° logo após 18 meses de lançamento do grupo, tem feitomuito sucesso com suas canções. Artistas da peso temcolaborado no crescimento desta banda como Michael W. Smith que amou a banda (e que tem colaboradopesadamente com o vocalista Leeland Mooring, e também agora é o sogro do tecladista Jack Mooring).
 
A idade dos meninos variam de 19 a 24 anos e em menos de 2 anos conseguiram muitos prêmios ereconhecimento no mercado fonográfico cristão. Leeland já parece ter crescido e está mais maduro e polidono seguimento deles com este novo trabalho "Opposite Way" "Caminho Oposto". As composições dotrabalho surgiram em parceria com outros músicos experientes trazendo um som velho com cara jovem aopop que nos trazem, Leeland Mooring continua impressionando como vocalista.
 
Leeland descreveu este álbum voltado mais pra mensagens que orientam pessoas do que em adoração poderosa. "Opposite Way" é uma chamada a viver diferenciadamente deste mundo.
 
A abertura fica por conta da explosiva "Count Me In",é uma aventura nova usada por Leeland, as guitarras acústicas e o som energizante, junto com uma letra bem espiritual, soa como se estivesse sendo executadaao vivo, trazendo uma mensagem sobre a busca pela vontade de Deus e uma avaliação de tudo o que Eletem feito por nós. "Let It Out Now" com sua declaração de fé: "Eu estou desenhando a linha entre ser eles ou não ser eu/ Eu estou envergonhado de ser chamado de Seu, Deus", a abertura bem chamativa com osom do piano, alguns riffs de guitarr, a levada bem diferente, curti muito.
 
Não há nada totalmente tão forte quanto o álbum de estréia do grupo, entretanto a balada "Enter This Temple" vem íntima, uma oração curta e simples a Deus para que Ele transforme as nossas vidas, e uma busca pela presença dEle, e é o melhor exemplo que Leeland trouxe de adoração para expressar com letras acessíveis e uma boa melodia. Já vem na pegada mais adoração, curti muito a segunda voz que foi colocada na canção, a ponte é muito boa.
 
"Opposite Way" é a canção que dá nome ao álbum, com o violão ao fundo bem presente, a guitarra acústica vem marcando algumas frases, Leeland interpreta muito bem a canção, melodia excelente. A letra impactante "E parece que você está fechado em uma gaiola, E precisa encontrar uma maneira de escapar, Quando todos ajustam o ritmo está certo fugir por um caminho diferente". Após um período de canções maislentas, "Wake Up" já vem mais agitada, as guitarras mais presentes, a bateria vem com tudo, esta mostra amor pelo mundo enquanto "Beginning and the End" vem bem diferente de todas as canções que ouvimos eque ouviremos deste projeto, a guitarra vem mais no dedilhado, e o violão vem forte ao fundo marcando a melodia da canção, abrilhantou o trabalho. O coro diz: "Saindo das trevas para a luz, eu sei que dará tudo certo, aqui em Suas mãos, Eu nunca quis me perder tão longe, Só quero estar onde você está, aqui dentro do seu plano, e Você é o centro do Início e do fim."
 
Já em "Brighter Days" vem no início com a voz de Leeland mais aguda, isso mostra que sua extensão vocal é muito boa, e alcançando alguns graves intensos, a canção é uma balada progressiva, os vocais aofundo muito bom também. A letra comenta que estamos buscando por dias brilhantes, do dia em que as feridas irão desaparecer, ela fala muito sobre o dia tão esperado em que as coisas irão mudar, a idéia dacanção é ótima. "Falling for You" ou "Voltando para Ti" segue a linha do CD sem muitas diferenças no instrumental, lembra bem o pop/ rock congregacional do Hillsong. "Don't Go Away" captura a excitação de um coração recentemente mudado que queima por Jesus depois de uma experiência de mudança: "Primeiro vem salvação, então vem começos de obsessão, Fogo com uma luz brilhante que me consome". A levada não poderia ser outra senão um agito para dar alegria à mensagem forte.
 
"Thief in the Night" usando uma letra bem fim dos tempos em um contexto de adoração. Mudando bem e completamente de assunto, o CD que foi produzido pelo produtor Matt Bronleewe (Michael W. Smith, Natalie Imbruglia) conduz os meninos de Leeland sempre por cima com canções criativas como esta, e a próximaque chega anuncia o finale do CD, a vez de "May Our Praise" que tem boas pitadas de um bom pop e traz osom dos riffs de piano mesclado à letra da canção, saiu uma poderosa combinação e finalizou o CD com muita qualidade para quem ouvir. Parabéns mais uma vez Leeland.
 
Por Alex Eduardo, administrador do Casa Gospel.com, compositor e tecladista.

veja também