“O orgulho continua sendo o maior desafio dos adoradores”, diz Ana Nóbrega

Em entrevista ao Guiame, a cantora Ana Nóbrega observou que o ministério de adoração é um ministério de desafios.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Quarta-feira, 19 Julho de 2017 as 5:59

O ministério de adoração é um ministério de desafios, conforme revelou a cantora Ana Nóbrega em entrevista ao Guiame durante a Expoevangélica.

“Estamos em um ambiente de destaque. O ministério de artes, em geral, faz nascer em nós sentimentos como competição, inveja, ciúmes. Desde o princípio, o orgulho em Satanás foi a razão de sua queda e esse continua sendo o nosso maior desafio”, Ana afirmou.

A cantora diz que não apenas no ministério de adoração, mas em todas as áreas da vida, é preciso saber lidar com o orgulho e estar atento às intenções do coração. “A gente precisa sempre lembrar que nada é por nós mesmos. O dom que nós temos veio Dele e tudo volta para Ele. Precisamos manter puro o nosso coração”, disse ela.

Por outro lado, Ana encara a música como uma ferramenta poderosa, que pode promover e até mesmo sustentar a obra social e missionária pelo mundo.

“Através da música, principalmente no Brasil onde existe uma atmosfera tão idólatra, a gente pode canalizar essa influência para causas que realmente valham a pena. Não quero que isso termine em mim. Eu quero apontar”, ressalta.

Perfeito Amor

Descrito por Ana como um álbum para se conectar com Deus “em secreto”, o CD “Perfeito Amor”, lançado este ano pela gravadora Som Livre, surgiu como ferramenta de mudança no atual cenário.

“Vivemos em um tempo muito difícil. Jesus falou sobre isso em Mateus 24: ‘Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará’”, observa a cantora.

“Eu comecei a pedir ao Senhor que me desse algo para esse tempo. Eu acho que essa mensagem se encaixa. É um grito desse amor perfeito, ainda existe amor. O amor humano falha, mas o amor de Deus jamais acaba”, acrescenta.

veja também