MENU

Academia Médica de Moscou abre 20 vagas para estudantes brasileiros

Academia Médica de Moscou abre 20 vagas para estudantes brasileiros

Atualizado: Terça-feira, 10 Maio de 2011 as 2:46

A Academia Médica de Moscou (MMA) disponibiliza 20 vagas para medicina para estudantes brasileiros interessados em realizar graduação no exterior. O curso é ministrado em inglês e as inscrições ficam abertas até o dia 16 de maio. O processo de seleção é conduzido pela Aliança Russa de Ensino Superior, representante das universidades estatais russas no Brasil. As vagas são exclusivas aos interessados acima de 21 anos, com inglês fluente, e com experiência fora do Brasil.

O investimento financeiro de baixo custo tem sido um grande atrativo para jovens de todo o mundo com o intuito de crescer profissionalmente. Para ter acesso a uma instituição reconhecida por conselhos de medicina de diversos países e que é referência da Organização Mundial da Saúde, o estudante investe menos de R$ 11 mil por ano, valor equivalente a um trimestre em uma universidade particular no Brasil.

Estudo reconhecido

A Aliança Russa é representante oficial das principais universidades russas no Brasil desde 2005. Seu trabalho consiste na seleção dos candidatos, no processo de orientação da faculdade, na obtenção da documentação necessária para permanência legal do estudante na Rússia, na obtenção da vaga e inscrição na universidade e na assessoria durante a viagem até a chegada do estudante ao seu local de destino.

O candidato interessado em estudar na Rússia passa por um processo seletivo avaliado pela universidade de sua escolha e administrado pela Aliança Russa que inclui reunião com os pais, análise de histórico escolar e currículo, tudo para garantir que o aluno se encaixe no perfil da faculdade.

Ao voltar para o Brasil, o estudante submete o diploma adquirido ao processo de reconhecimento em uma universidade brasileira, um procedimento padrão para qualquer brasileiro que faça graduação em centros de ensino estrangeiros. A boa novidade é que desde 2010, o chamado Diploma Único de Estudos Superiores da Europa, do qual a Rússia faz parte, passou a valer conforme o tratado de Bolonha. O objetivo desse Tratado é facilitar a mobilidade dos estudantes e profissionais do ensino superior da Europa.

veja também