MENU

Adiamento do Enem não vai afetar ProUni

Adiamento do Enem não vai afetar ProUni

Atualizado: Sexta-feira, 9 Outubro de 2009 as 12

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou ontem, 8 ed outubro, que o adiamento da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcada para os dias 5 e 6 de dezembro, não irá afetar a seleção de estudantes que pretendem concorrer a uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Segundo ele, antes a seleção do ProUni era anterior ao calendário de importantes vestibulares, como o da Fuvest do estado de São Paulo. Isso fazia com que alguns estudantes, após terem sido selecionados para o ProUni, abandonassem a bolsa porque conseguiram vaga em uma universidade pública.

"No momento em que há um coincidências de calendários, isso é benéfico", avaliou. O resultado do Enem está previsto para ser divulgado em 5 de fevereiro. A nota do exame é utilizada como critério de seleção do estudantes que receberão bolsas parciais ou integrais do ProUni.

Haddad disse ainda que o sistema de avaliação brasileiro é referência em todo mundo, e a importância que o Enem ganhou no acesso a educação superior fez com que ele ficasse "visado". Sobre uma possível perda da credibilidade do exame, o ministro disse que essa avaliação só poderá ser feita na edição do ano que vem.

"Nós colocamos Força Nacional, Correios, Polícia Federal, o Estado brasileiro está à disposição do exame. É uma questão de saber se o Brasil está preparado para dar um passo na direção do que o primeiro mundo já adota ou se vamos ficar patinando nos vestibulares de cada instituição", disse.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou ontem, 8 ed outubro, que o adiamento da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcada para os dias 5 e 6 de dezembro, não irá afetar a seleção de estudantes que pretendem concorrer a uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Segundo ele, antes a seleção do ProUni era anterior ao calendário de importantes vestibulares, como o da Fuvest do estado de São Paulo. Isso fazia com que alguns estudantes, após terem sido selecionados para o ProUni, abandonassem a bolsa porque conseguiram vaga em uma universidade pública.

"No momento em que há um coincidências de calendários, isso é benéfico", avaliou. O resultado do Enem está previsto para ser divulgado em 5 de fevereiro. A nota do exame é utilizada como critério de seleção do estudantes que receberão bolsas parciais ou integrais do ProUni.

Haddad disse ainda que o sistema de avaliação brasileiro é referência em todo mundo, e a importância que o Enem ganhou no acesso a educação superior fez com que ele ficasse "visado". Sobre uma possível perda da credibilidade do exame, o ministro disse que essa avaliação só poderá ser feita na edição do ano que vem.

"Nós colocamos Força Nacional, Correios, Polícia Federal, o Estado brasileiro está à disposição do exame. É uma questão de saber se o Brasil está preparado para dar um passo na direção do que o primeiro mundo já adota ou se vamos ficar patinando nos vestibulares de cada instituição", disse.

veja também