MENU

Alunos de escolas municipais da Bahia sofrem com a falta de merenda

Alunos de escolas municipais da Bahia sofrem com a falta de merenda

Atualizado: Quarta-feira, 11 Maio de 2011 as 9:52

No estado da Bahia, alunos de escolas municipais sofrem com a falta de merenda escolar. Em Lagoa do Salitre, povoado a 20 km de Juazeiro, no Norte da Bahia, a escola municipal José Amorim tinha pacotes de alguns alimentos fora do prazo de validade, outros estavam armazenados de forma incorreta.

Em Feira de Santana, a 107 km de Salvador, o depósito de alimentos de uma escola municipal está vazio há dois meses. Segundo a direção, neste ano apenas duas remessas de merenda escolar foram enviadas. Já em outra escola do município, a situação ainda é pior. Desde o início do ano os alunos não recebem merenda. Outro colégio municipal recebe merenda escolar todos os meses, mas a quantidade só é suficiente para uma semana.

Em Salvador, a escola Presidente Médice, no bairro de Periperi, não recebe todos os alimentos que fazem parte da merenda escolar. Na merenda desta terça-feira (10) os alunos só receberam broa de milho e muitas vezes voltam para casa mais cedo por não ter alimentação adequada.

A falta de alguns itens da merenda escolar não é o único problema das escolas baianas. Em Itatim, município a 200 km de Salvador, onde a prefeita foi presa no ano passado por desvio de merenda escolar, cinco meses depois, os alunos ainda reclamam das condições da comida. Em Santa Teresinha onde o prefeito também foi preso no ano passado foram encontradas formigas no depósito, encanamento do esgoto aberto na cozinha e produtos sem data de validade ou fabricação. Já no município de Nazaré, uma funcionária revela mais um descaso com os alunos. O biscoito comprado é de má qualidade por pressão dos fornecedores.

A prefeitura de Nazaré disse que cancelou o contrato com o fornecedor e a nutricionista pediu demissão. A prefeitura de Vera Cruz disse que o problema não é como em outras escolas, mas mesmo assim não vai se repetir. Em Santa Teresinha a nutricionista afirma que a merenda é de boa qualidade. A prefeitura de Itatin não se manifestou.  

veja também