MENU

Americano fundador de escola no Haiti confessa abuso sexual de crianças

Americano fundador de escola no Haiti confessa abuso sexual de crianças

Atualizado: Quinta-feira, 19 Agosto de 2010 as 10:09

Um americano que havia fundado uma escola no Haiti reconheceu, em um tribunal federal, que abusou sexualmente de várias crianças nesse país, indicaram nesta quarta-feira fontes judiciais. Douglas Perlitz, 40, fundador e diretor da escola Pierre Toussaint de Cabo Haitiano, no norte de Haiti, reconheceu no tribunal federal de New Haven (Connecticut, norte) que foi para o Haiti com a intenção de manter relações sexuais ilegais.

Entre 2001 e 2008, segundo os documentos do tribunal, ele esteve várias vezes no Haiti "onde manteve relações sexuais com oito vítimas menores de idade".

De acordo com o comunicado do procurador David Fein, Perlitz "aproximava-se de crianças pobres nas ruas do Haiti, oferecendo comida, abrigo, roupas e educação para ganhar sua confiança e abusar das crianças que estavam sob a sua guarda".

Ele pode ser condenado a 30 anos de prisão. Sua sentença será pronunciada no dia 21 de dezembro.

veja também