MENU

Campus de Lorena da USP entra em greve

Campus de Lorena da USP entra em greve

Atualizado: Quarta-feira, 10 Agosto de 2011 as 12:57

Professores e funcionários do campus Lorena da Universidade de São Paulo (USP) entraram em greve nesta quarta-feira. A categoria é ligada a Secretaria de Desenvolvimento do Estado e reivindica pertencer ao quadro de profissionais da USP.  

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), os docentes e funcionários da Escola de Engenharia de Lorena (EEL) têm o piso abaixo do pago aos colegas da USP e não recebem os reajustes negociados pelo Sintusp com a reitoria. “Em cinco anos recebemos inúmeras promessas e nenhuma solução”, afirma Anibal Ribeiro Cavali, um dos diretores do Sintusp.

Em junho, o Conselho Universitário criou três cursos no campus Lorena , as engenharias Ambiental, de Produção e Física, cada uma com 40 vagas iniciais. O próximo vestibular da USP, a Fuvest 2012, já irá oferecer os novos cursos como opções de graduação.

Procurada pela reportagem, a reitoria da USP ainda não se pronunciou sobre a paralisação.

Perfil

A EEL-USP foi criada em 2006, quando as atividades acadêmicas, de ensino e de pesquisa da extinta Faculdade de Engenharia Química de Lorena (FAENQUIL) foram transferidas para a USP.

Com dois campi na cidade de Lorena, a EEL atende em média 1.600 alunos por ano, nos cursos de graduação em Engenharia Química, Engenharia Industrial Química, Engenharia Bioquímica e Engenharia de Materiais; e mestrado em Engenharia Química, mestrado e doutorado em Engenharia de Materiais,e em Biotecnologia Industrial. Possui também cursos de especialização em Engenharia Ambiental, Engenharia da Qualidade e Matemática e ainda ensino médio e técnico profissionalizante em Química.          

veja também